Clique no banner e vote na fera que te representa!
Clique no banner e vote na fera que te representa!

O canal para quem respira cliente.

Não para de subir…

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
O Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas encerrou o primeiro semestre de 2015 com alta de 12,9%, na comparação com o mesmo período do ano anterior. É o maior crescimento nesta relação desde 2012, quando o índice registrou elevação de 16,5%. Já na comparação mensal – junho x maio de 2015 -, o indicador teve leve alta de 0,1%. Enquanto na interanual – junho de 2015 x junho de 2014 -, o índice também cresceu 19,2%.
Segundo os economistas da Serasa Experian, a elevação da inadimplência na comparação interanual se deve ao cenário de deterioração da atividade econômica, que continua impactando negativamente a inadimplência das empresas, seja pela redução da geração de caixa ou pelo aumento do custo de capital e financeiro das empresas.
Na decomposição do indicador, as dívidas não bancárias foram as que mais pesaram para a leve alta do índice, com crescimento de 4,8% e contribuição de 1,8 p.p. A inadimplência com os bancos também subiu 1,3% e contribuiu com 0,3 p.p. Já os cheques sem fundos e os títulos protestados caíram 8,8% e 2,4% e contribuíram negativamente com 1,4 p.p. e 0,6 p.p., respectivamente, para que o indicador não subisse ainda mais em junho de 2015.
O valor médio dos cheques sem fundos cresceu 10,4% no primeiro semestre do ano, na comparação com o mesmo período de 2014. Já o valor médio dos títulos protestados e das dívidas não bancárias também apresentou alta de 11,7% e 0,7%, respectivamente. Assim, o valor médio da inadimplência com os bancos registrou queda de 17,1%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima