Otimismo para todos

0
1


A expectativa é alta e o otimismo tem norteado as previsões no mercado nacional de crédito, isso, porque para grande parte dos empresários brasileiros, a oferta será maior ao longo dos próximos 12 meses, de acordo com a pesquisa do IBR, International Business Report 2012, da Grant Thornton International. Enquanto, globalmente 27% dos executivos prevê uma melhora na acessibilidade ao crédito, 60% dos profissionais locais esperam uma oferta maior. “O governo brasileiro tem tomado medidas para aquecer a economia e para o empresário local acompanhar esse ritmo com investimentos certamente precisará de mais crédito com melhores taxas, principalmente para pequenas e médias empresas”, diz Javier Martinez, responsável pelo IBR na América Latina.

O Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito às Empresas registrou crescimento de 0,2% em fevereiro, atingindo o valor de 97,9. Como o indicador prevê os possíveis movimentos cíclicos da concessão de crédito com seis meses de antecedência, a moderada alta sinaliza uma interrupção na tendência de queda que vigorou ao longo de 2011 e indica que a oferta de financiamento às empresas tenderá a reagir aos estímulos econômicos durante o segundo semestre deste ano.

Na outra ponta, a quantidade de empresas que procuraram empréstimos subiu 14,4% na comparação de março com fevereiro e 5,5% na relação entre março deste ano e do ano passado, fechando o trimestre com alta de 0,8%, de acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito. Setorialmente, o destaque ficou por conta da área de serviços, que apresentou alta de 15,8% frente a fevereiro/12, seguida pelas empresas comerciais (14%) e industriais (12,2%).

Em São Paulo, por exemplo, a demanda do mês de abril foi puxada pela indústria, que, segundo Milton Luiz de Melo Santos, presidente da Agência de Fomento Paulista, atingiu 67% dos financiamentos da instituição. Na sequência, os serviços representaram 17% e o comércio 10% dos empréstimos, que totalizaram R$ 600 milhões no período. “Queremos incentivar o crescimento da economia do Estado gerando emprego e renda”, revela o executivo.

Leia as notícias sobre a procura e a acessibilidade ao crédito pelas empresas ao longo dos últimos meses:

Brasileiros esperam crédito mais acessível no ano
Empresários locais otimistas somam 60%, enquanto média mundial é de 27%

Demanda por crédito aumenta em março
Acelerado, indicador das empresas cresceu 14,4%, revela Serasa

Crédito às empresas terá reação
Estímulos econômicos devem estimular demanda por crédito no segundo semestre

Agência de Fomento financia R$ 600 mi
Setor da indústria lidera empréstimos em São Paulo, seguido por serviços

Crédito chega a R$2.035 bi em fevereiro
Banco Central aponta crescimento de 17,3% nos últimos doze meses

Demanda por crédito inicia ano com alta
Indústria encabeçou a recuperação da busca por crédito, revela Serasa Experian

Crédito passa os R$ 2 trilhões
Levantamento preliminar da Febraban aponta expectativa de crescimento de 18,5% em 2011

Qualidade de crédito das empresas estabiliza
Indicador Serasa Experian não exibiu melhora em nenhum dos setores econômicos