Pode crescer mais?

0
3
O uso de tecnologia de database para auxiliar nas estratégias das empresas tem sido muito comum. No entanto, apesar do surgimento de ferramentas inovadoras, quando falamos do mercado de cobrança, ainda falta muito investimento. Segundo Fabio Ribeiro, sócio diretor da Mktec, as empresas investem menos do que deveriam na análise e estruturação da base de dados, que é importantíssima para o setor. “As empresas de cobrança tem muito foco na operação e pouco tempo disponível para cuidar de inteligência. A ferramenta não funciona sozinha. Bombril só existe um! Ferramenta precisa de metodologia e profissionais focados e que entendam do ambiente de negócios e do ambiente analítico”, afirma.
Segundo Ribeiro, o uso de metodologias de gerenciamento de campanhas combinados com análises direcionadas aos mercados de cobrança, geram controles mais assertivos e ganhos efetivos, porém, ainda a falta de foco ainda é um dos principais desafios para os gestores implementarem essa nova tecnologia e torcem para que essa realidade mude para o setor. “Assim como houve ondas que levaram a implantação de discadores, CRMs, esperamos ansiosos pela onda de informação gerencial e analítica”, comenta.
Além disso, para estruturar e analisar a base de dados de maneira assertiva, o executivo afirma que toda a informação histórica deve ser guardada, tratada e cuidadosamente atualizada. “O desenho aprofundado da arquitetura de informação analítica será o alicerce para o sucesso da construção de um sistema de informação inteligente e focado no negócio. Os ganhos são vários. Além de toda a gestão da base de dados de forma inteligente, capacidade de melhorar indicadores básicos como CPC, Spin Rate, Hit rate, conversão, BTTC, gestão da equipe, etc”, avalia.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMedo do cloud
Próximo artigoMais que experiência, brand comunicação