Queda nas cobranças judiciais

0
5
As ações de cobrança movidas pelos condomínios, em junho, somaram 732 ações, representando queda de -11,38% em relação ao mês anterior, segundo dados fornecidos pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, onde foram registradas 777 ações de cobranças em junho de 2012, a variação evidencia queda de -5,79% dentre as ações.
Já as ações de despejo por falta de pagamento do aluguel, somaram 1.274 ações demonstrando queda de -2% em relação ao mês de junho de 2012 (1.297 ações). No acumulado foram 1.552 ações em junho, contra 1.602 no mesmo período do ano anterior, representando queda de -3% na comparação.
Para Omar Anauate, diretor de condomínios da Associação das Administradoras de Bens, Imóveis e Condomínios de São Paulo, AABIC, a previsão é de manutenção da estabilidade. “Temos acompanhado o registro de uma sequência de queda nas ações judiciais dos condomínios em atraso e das ações de despejo, isso reflete um momento de estabilidade para os contratos já firmados, apesar das notícias de aumento nos custos para novas locações. Esse é o comportamento também esperado para o segundo semestre”, declara.