Quem é o seu cliente?

0
1


Cada vez mais o consumidor recorre a financiamentos seja para compras pequenas com cartões ou para imóveis e veículos. O aumento da demanda foi de 1,9% no primeiro trimestre de 2013, em comparação com o mesmo período em 2012, segundo indicador da Boa Vista Serviços. Para Pedro Raffy Vartanian, professor de Economia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, o mercado mostra-se crescente em 2013, diferente do que ocorreu no início de 2012, quando a inadimplência estava em níveis elevados e as famílias com elevado nível de endividamento. “A expectativa de crescimento econômico superior ao do ano passado também influencia positivamente a demanda por crédito”, afirma. Mas, quem são essas pessoas que utilizam crédito no Brasil? 

Para Abelardo Sobrinho, diretor de negócios do Sicoob Confederação, é possível traçar o perfil do consumidor considerando dois grupos. O primeiro é composto pelos consumidores que tomam crédito para satisfazer a necessidade de consumo, e que utilizam CDC ou crédito consignado, por exemplo, e são chamadas de concessões de recursos livres. O segundo grupo é dos consumidores que fazem financiamento para aquisição da casa própria, por exemplo, e são chamadas de concessões de recursos direcionados.

Porém, mesmo diante dessas separações, Macel Solimeo, economista-chefe da Associação Comercial de São Paulo, ACSP, pontua que é difícil definir um perfil único desse consumidor, pois o mercado de crédito está disseminado por diferentes classes e regiões. “O que se pode dizer é que tem aumentado significativamente o número de pessoas que passaram a ter acesso a alguma forma de financiamento, pois cerca de 40 milhões de consumidores entraram no mercado de consumo a partir de 2005 utilizando o crédito”, afirma o especialista. 

Já o professor de economia aponta que as pessoas que mais utilizam crédito atualmente, são as pertencentes às famílias com renda de até dez salários mínimos, que apresentam nível maior de endividamento, se comparados aos consumidores de famílias com renda superior. “O fator principal que o faz buscar o crédito é a necessidade de adquirir um bem qualquer, como carro, geladeira, TV, computador ou celular, entre outros, sem ter o dinheiro no presente”, conta. Vartanian acrescenta, também, a falta de planejamento financeiro e de controle nas finanças domésticas, como fatores para a busca pelo crédito entre os consumidores.

Em sua opinião, existe uma forma ideal de cobrança para que os resultados sejam positivos? Deixe a sua opinião na enquete do portal Crédito e Cobrança.


Confira as entrevistas exclusivas sobre a abordagem de consumidores inadimplentes:
Diretor detalha o perfil dos consumidores que requerem recursos livres e recursos direcionados
Apesar da forte busca por crédito, mercado deve crescer menos em 2013 devido inadimplência
Facilidade de utilização contribui para aumento da demanda do consumidor por crédito