O canal para quem respira cliente.

Sem pressão, por favor!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
As empresas de cobrança, por muito anos, carregaram o título de “agressivas”. Com o intuito de recuperar o crédito, pressionavam os credores de todas as maneiras. Felizmente – para clientes e empresas -, esse cenário já apresenta mudanças significativas, já que essas companhias estão empenhadas em perder essa reputação. Para Jefferson Frauches Viana, presidente da WayBack, mesmo quando se fala em inadimplência e cobrança, é preciso entender que do outro lado existem seres humanos, que tem valores e sentimentos. “Há muitos anos as empresas buscam – e tem conseguido – trocar o rótulo de uma cobrança agressiva dos anos 60/70 pelo conhecimento, fator que transforma problemas em oportunidades de recuperação”, afirma. Nesse sentido, ele reforça que a cobrança humanizada já é uma tendência, pois motivando e respeitando os inadimplentes a negociação bem sucedida passa a ser uma realidade. “Este é um caminho sem volta, seja pela legislação ou pelas estratégias, o caminho de uma boa negociação está pelo bom relacionamento entre as partes”, comenta.
Tanto que o diretor de operações da Paschoalotto, Reginaldo Diniz, vê as empresas mostrando grande interesse em entender os seus clientes, já que esse, de modo geral, mesmo em estado de inadimplência, é cada vez mais sensível ao tipo de relacionamento que as empresas oferecem. “Como diz o escritor Francisco Bernabeu, ´Devemos entender que negociação é um processo de comunicação interativo, no qual duas ou mais partes buscam um acordo´. As tecnologias disponíveis devem ser usadas e só são eficazes quando aproximam pessoas que buscam interesses comuns e em especifico em cobrança a humanização sem dúvida aumentará a probabilidade de sucesso desse acordo”, afirma.
Na opinião de Edemilson Koji Motoda, diretor do grupo KSL, as empresas estão entendendo que o consumidor acima de tudo quer conversar com pessoas que realmente ouçam sua situação. “Quando falamos em atendimento ao cliente, especialmente no segmento de cobrança, há uma necessidade de entender o cliente, os motivos que o levaram à inadimplência e ainda tentar propor uma solução que melhor se adapte a sua realidade dentro, é claro, das possibilidades estabelecidas e isso somente um atendimento humanizado pode proporcionar”, afirma.
Para realizar uma cobrança mais humanizada, o diretor de operações da Paschoalotto afirma que a tecnologia tem sido uma importante aliada. “Utilizamos as melhores ferramentas disponíveis, para que possamos encurtar o espaço entre a necessidade de localizar os clientes potenciais e a melhorar a oferta disponível para os mesmos.” Nesse sentido, Ariane Abreu, diretora da Total IP, afirma que, com o intuito de auxiliar o mercado de recuperação de crédito, a empresa conta com uma equipe de especialistas em mercado para auxiliar os clientes em estratégias assertivas e eficazes. “Com a ferramenta de gestão de monitoria, por exemplo, é possível qualificar a gravação dos atendentes e gerar um relatório com histórico, permitindo um acompanhamento mais assertivo. Isso possibilita transformar cobradores em futuros negociadores, contribuindo para uma cobrança mais humanizada e eficiente”, explica.
Além disso, essencial também é focar na contratação e treinamento dos colaboradores. Segundo Diniz, dentro da Paschoalotto, desde a contratação do profissional há exemplos em todos os níveis da empresa que esse é o tipo de conduta que querem e praticam. “Ser claro, objetivo, direto não impede que no mesmo contato sejamos educados, agradáveis, tenhamos empatia, cordialidade, gentileza e principalmente atenção ao cliente”, destaca. Já para Célio Lopes, executivo de serviços financeiros da Anhanguera Educacional, para o sucesso da cobrança a escolha de bons profissionais, a definição da estratégia e a forma como ela será operacionalizada são essenciais. “Tudo isto deve ser complementado com um treinamento objetivo e simples, incluindo o comportamento do negociador”, afirma.

E na sua opinião, de que forma a cobrança humanizada auxilia na recuperação de crédito? Deixe a sua opinião na enquete do portal Portal Crédito e Cobrança.

Leia também as matérias exclusivas do especial:
Tecnologia auxilia, mas ainda é preciso contato mais humano para entender situação do cliente
Empresas apostam em cobrança humanizada para recuperar crédito e ganhar credibilidade com clientes
Por meio de novas ferramentas, empresas focam na humanização para terem sucesso na recuperação do crédito
Sucesso na operação de cobrança está atrelado ao interesse da empresa em ajudar o credor
Para sucesso na humanização da cobrança, empresas precisam ter colaboradores bem treinados para lidar com clientes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima