Sicoob lança universidade corporativa

0
1
O Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil, Sicoob, lançou, em Brasília (DF), uma universidade corporativa, com foco no direcionamento estratégico de modernizar as práticas de gestão de pessoas e desenvolver programas de treinamento e qualificação. O sistema de educação será baseado em escolas de liderança e governança, cooperativismo, cultura e cidadania, excelência operacional e negócios. Os cursos serão direcionados à aprendizagem, aprimoramento e qualificação de seu quadro de empregados que impactará no relacionamento com clientes, fornecedores, comunidade e todas as frentes de negócio.
O objetivo é promover a profissionalização da gestão e a adoção das melhores práticas de governança corporativa, bem como estruturar e oferecer ações educacionais que permitam a aquisição do conhecimento para diferentes perfis de profissionais alinhadas às competências do Sicoob, contribuindo para o aumento da excelência operacional, a qualificação do atendimento aos cooperados e a expansão dos negócios.
Os cursos, de curta e média duração, serão oferecidos em formato on-line e presenciais. A universidade terá parcerias com instituições de ensino a depender do tema do curso. A primeira será realizada com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), a qual será responsável pela certificação dos dirigentes do Sicoob. Ao todo serão atendidos 31 mil profissionais entre dirigentes e empregados e três milhões de associados em todo país.
De acordo com a superintendente Educacional do Sicoob Confederação, Tatiana Matos Rodrigues, a implantação da universidade suprirá as necessidades dos profissionais e das áreas, antecipando demandas que estão alinhadas com as estratégias e diretrizes da organização. “A evolução do sistema tradicional de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) para a Universidade Sicoob partiu da necessidade de se aplicar esforços no sentido de impactar positivamente os resultados do Sistema. Dessa forma, as ações educacionais tornam-se proativas e determinantes nas atividades e programas de desenvolvimento de competências profissionais, que, além de desenvolver demandas atuais, anteciparão necessidades futuras”, explica.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMulheres nos consórcios
Próximo artigoAs tendências para 2015