A aposta em uma guinada estratégica

0
1



O objetivo é um só: voltar a ser uma das principais empresas do mercado. Para isso, a CSU.Contact passa por um processo de reposicionamento. A frente do desafio está Luis Guilherme Prates. O executivo, que assumiu como diretor-geral no final do ano passado, já começa a colher os resultados das mudanças. A empresa terminou o segundo trimestre com receita bruta de R$ 53,5 milhões, crescimento de 5,4% em relação ao primeiro trimestre. Quando comparada com o mesmo período do ano passado, a expansão foi de 21,4%. O avanço aparece também no número de posições de atendimento que alcançou 4.433, variação de 36,5% ano a ano. “A expansão do número de PAs é chave para que a empresa eleve suas receitas e amplie rentabilidade, após a maturação das atuais implantações, com a diluição dos custos iniciais característicos desse tipo de serviço”, afirma Prates.

Porém, a meta é ainda mais ambiciosa. A expectativa do diretor-geral é elevar a CSU.Contact à terceira posição do setor. “Não será da noite para o dia, mas é uma possibilidade muito concreta”, comenta. A empresa irá focar nos setores de telecomunicações e financeiro, mas sem esquecer varejo, indústria, serviços, utilities e até mesmo o setor público. “São mercado que, embora complexos e com baixa cultura de outsourcing, representam uma boa rentabilidade e relações mais duradouras”, opina Prates. Além disso, a empresa está revendo seu portfólio. Hoje, ele está mais voltado para a área de atendimento. “Queremos mudar isso, voltando com mais força para o mercado de cobrança já nesse segundo semestre”, adianta. Para chegar a esse objetivo, a CSU.Contact realizou um assessment para entender o que querem os contratantes e o que a empresa está devendo para voltar com mais relevância nesta área.

Uma mudança estrutural da liderança ligada diretamente ao diretor-geral também está em andamento com a contratação de profissionais para as áreas de qualidade, planejamento e tráfego, operações, financeira, entre outras. “Estamos trazendo talentos mercadológicos que possam somar valores com suas experiências para ter uma estrutura muito competente em todas as frentes da companhia”, explica. Outra aposta da empresa está no fortalecimento de uma filosofia baseada em um triplé. O primeiro ponto é a gestão de pessoas. “Contratar bem, reter, capacitar e gerenciar os colaboradores é a base de todo o nosso negócio. A melhor empresa de contact center do mercado é a que melhor fizer isso”, explica. O segundo passa pela entrega dos níveis de serviços. E o terceiro ponto do triplé, colocado como principal por Prates, é aprimoraro poder de resolução das chamadas ou a conversão das ligações na área de cobrança e televendas. “Quando uma empresa nos contrata, ela espera que ao longo do tempo, dada a nossa experiência, faremos com que o cliente ligue menos, fale menos e sai mais satisfeito, ou que vendamos e cobremos mais, custando menos. Essa é a equação do nosso negócio”, completa.

 

 

Almaviva expande operação em MG

Site em Juiz de Fora consolida o plano de expansão da empresa no Brasil

A cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, foi escolhida pela Almaviva do Brasil para abrigar o novo site. Alinhada com a estratégia de crescimento, a unidade está situada no Bairro de Fábrica, em um imóvel de seis mil metros quadrados. O investimento realizado no projeto ultrapassou os R$ 14 milhões e possibilitará a geração de cerca de três mil empregos na região. De acordo com Giulio Salomone, presidente da AlmavivA do Brasil, a inauguração consolida ainda mais a atuação da companhia. “Nosso projeto vislumbrou uma região estratégica para ampliar as operações nacionais e aprimorar o atendimento aos clientes. Juiz de Fora possui pessoas com excelente qualificação e muitos universitários”, afirma. Em função da tecnologia utilizada pela empresa, a nova unidade poderá transmitir e receber dados e voz dos clientes, assim como com a matriz, em Belo Horizonte. O processo se dará por meio de uma estrutura de comunicações que garante o tráfego ininterrupto e com capacidade de 100 Megabits.

 

 

Contax inaugura seu maior site

Nova unidade em Recife tem capacidade para 5,7 mil posições de atendimento

Com investimento de R$ 103 milhões, a Contax inaugurou sua maior central de atendimento. Com 42 mil m² de área construída, a nova central já está operando com 10 mil pessoas e vai gerar mais quatro mil empregos diretos até atingir o pleno funcionamento. A unidade tem 5,7 mil posições de atendimento (PA) e capacidade para realizar mais de 17 milhões de contatos por mês, respondendo sozinha por 7% dos mais de 220 milhões de interações por telefone, e-mail, chat e SMS por realizadas mensalmente pela Contax em todo o Brasil. A unidade conta com uma subestação elétrica própria de 7,5 MW, energia suficiente para abastecer uma cidade de 120 mil habitantes.Com a inauguração da unidade, a Contax planeja estabelecer um centro de atividades culturais e educacionais no edifício, chamado Estação do Conhecimento. Inicialmente, o espaço será utilizado para a realização de palestras e cursos como português, informática e técnicas de liderança.