Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Como melhorar as decisões gerenciais

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



Todos os dias, as pessoas se deparam com um fato recorrrente: a necessidade de tomar decisões. Das mais simples às mais complexas, temos que viver decidindo. Mas será que existe uma forma correta? Como funciona o processo de decisão? Pois saiba que podemos desenvolver esta habilidade. O livro Processo Decisório é uma das grandes referências na pesquisa sobre decisão comportamental no ambiente organizacional. Seu autor, Max H. Bazerman, é professor da Harward Business School e considerado um dos maiores especialistas em negociação e criação de ganhos conjuntos na sociedade. Um livro acadêmico, mas que possui uma grande quantidade de aplicações práticas em negociação empresarial. Leitura fundamental para quem está interessado em melhorar o seu julgamento e tomada de decisões.

As pessoas cometem erros. Porém, o mais interessante é que cometem uma série de erros sistemáticos e previsíveis. Neste ponto é que Bazerman fundamenta sua pesquisa: a previsibilidade dos erros significa que podemos aprender a evitá-los. E o livro fornece ferramentas para isso. Eliminando vieses, você poderá se tornar um melhor tomador decisões.

No primeiro capítulo, o autor disseca a anatomia de uma decisão. O julgamento refere-se aos processos cognitivos individuais de tomada de decisões e, para entendê-los, devemos identificar os seus componentes. Para facilitar, ele propõe seis etapas que você deve seguir ao aplicar um processo racional de tomada de decisão:

1. Defina o problema principal

2. Identifique critérios de decisão

3. Pondere os critérios mais relevantes

4. Gere alternativas

5. Classifique cada alternativa segundo cada critério

6. Identifique a solução ótima

Porém, a racionalidade do processo de tomada de decisão, a qual se espera que leve ao resultado ótimo, é baseada na avaliação precisa dos valores e preferências de risco do tomador da decisão. Em outras palavras, o modelo racional é baseado em premissas que determinam como uma decisão deve ser tomada e não como ela é, de fato, tomada. Neste ponto, Bazerman explica as restrições da racionalidade e introduz o conceito da heurística do julgamento. Os indivíduos desenvolvem regras práticas – ou heurísticas – para reduzir as exigências do processamento de informações na tomada de decisões. É uma maneira de fornecer meios eficientes para tratar problemas complexos. Assim, a heurística produz boas decisões em muitas situações, mas também leva as pessoas a cometerem erros sistemáticos induzidos por vieses.

Os primeiros sete capítulos do livro oferecem ao leitor a oportunidade de examinar seu próprio julgamento individual. Em particular, o capítulo dois identifica e ilustra uma série de vieses específicos que afetam o julgamento da maioria dos profissionais. São três heurísticas gerais: a da disponibilidade, a da representatividade e a da ancoragem e ajuste. Nos capítulos seguintes são tratados temas como o julgamento sob incerteza, os vieses motivacionais, a escalada irracional do comprometimento, a justiça nas decisões e os erros comuns em investimentos.

A partir do oitavo capítulo, há uma mudança de enfoque e o autor passa a considerar uma variedade de contextos interpessoais que afetam o julgamento do decisor. Na sequência, explica as sete questões principais que afetam a cognição do negociador. Para encerrar, o capítulo 10 resume todos os argumentos do livro e apresenta cinco estratégias para corrigir as suas deficiências:

1. Adquirir experiência e conhecimento técnico

2. Livrar-se dos vieses de julgamento

3. Adotar o ponto de vista de um agente externo

4. Usar modelos lineares com base em especialistas

5. Ajustar previsões intuitivas

Enfim, por mais simples que possa parecer, qualquer julgamento envolve uma série de variáveis conceituais, psicológicas e cognitivas que determinarão o sucesso de uma decisão. O livro tem uma abordagem extremamente prática e ensina o modo de incorporar as mudanças sugeridas em todos os processos de tomada de decisão. Não perca mais tempo… Ou vai esperar que alguém decida por você?

 

Ficha Técnica
Título: “PROCESSO DECISÓRIO – Para cursos de Administração, Economia e MBAs”

Autor: Max H. Bazerman

Editora: Campus / Elsevier – 2004

Páginas: 248

 

Marco Barcellos é diretor de marketing da Cisco. [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima