Estratégico, mas… cuidado!

0
3



A maturidade e a sofisticação que o e-mail marketing conquistou no mercado brasileiro são indiscutíveis, principalmente no marketing direto. É o que mostram os números do estudo Indicadores de E-mail Marketing realizado pela Abemd, Associação Brasileira de Marketing Direto, junto a Simonsen Associados. A pesquisa revela que 78% das empresas entrevistadas utilizam e-mail nas ações de marketing direto. Sendo que cerca de 29% fazem de 10 a 50 campanhas mensais. A maioria, 65%, dessas campanhas são direcionadas aos clientes atuais e 35% aos clientes em potencial. “O e-mail marketing é um dos canais de contato mais indispensáveis, ágeis e versáteis que existe. É uma ferramenta extremamente relevante para o relacionamento com os clientes”, observa Efraim Kapulski, presidente da Abemd. Tanto que o estudo mostra que 14% das empresas consultadas enviam mais de um milhão de e-mails por mês, contra 10% que enviam menos que 50 mil.

A importância da ferramenta se dá pelas diferentes situações em que pode ser utilizada, inclusive nas novas mídias, justifica Kapulski. A integração do e-mail marketing com as redes sociais já é de 50%. A pesquisa apontou também que 36% das empresas utilizam o envio de e-mails em promoções, 33% em vendas e 31% em ações de relacionamento e também para envio de conteúdo. “Este estudo consolida a ideia que já tínhamos da grande importância do e-mail marketing na comunicação das empresas, seja para relacionamento, vendas ou promoções”, conta o presidente da Simonsen, Antonio Cordeiro.

Porém, ainda há algumas dificuldades no setor que devem ser combatidas, de acordo com as empresas entrevistadas. Os principais desafios para se ter um bom retorno se encontram em 69% dos casos na qualidade da base de dados, 40% na integração multicanal, 40% na aquisição das listas, 40% na entregabilidade, 19% na segmentação, 10% no acompanhamento de resultados e 10% no design. Ainda assim, 31% empresas consultadas estimam que haja um crescimento no volume de e-mail marketing de 20 a 30% para 2011. Sendo que, nos próximos três meses, 31% das empresas têm a intenção de investir em uma solução de e-mail marketing.