Por que impulsionar as vendas?

0
1

Segundo o Dicionário Aurélio de Língua Portuguesa, vender significa negociar ou comercializar por certo preço ou troca por dinheiro. Mas vender é muito mais do que isso: é a energia propulsora que movimenta a economia de um segmento do mercado, do país, do mundo. Executar as vendas em si é muito mais complexo que simplesmente disponibilizar seus produtos ou serviços no mercado e esperar que, por ele próprio, se torne atraente ao público-alvo.
O Brasil descobriu isso e viu que para vender sua marca era necessário um contato mais agressivo, próximo, uma exposição mais detalhada das vantagens e dos benefícios dos produtos e serviços que queria comercializar. O resultado pode ser visto pelos números divulgados neste mês pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, que tem à frente o ministro Luiz Fernando Furlan. Em maio, as exportações somaram US$ 7,941 bilhões e as importações, US$ 4,823 bilhões, resultando em superávit comercial de US$ 3,118 bilhões. Houve um recorde mensal nas vendas externas brasileiras, superando maio passado.
A ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil) lançou em abril uma campanha institucional intitulada Para Vender Mais exatamente com o objetivo de estimular e desenvolver essas mesmas características nas vendas internas. Indústrias, instituições financeiras, empresas de serviços, varejo, agronegócios, entre outros setores, precisam fortalecer suas vendas, que proporcionará uma expansão tanto da própria organização, como da sociedade, com o aumento de produção e, conseqüentemente, de empregos.
O mercado globalizado e na era da informação exige das empresas, agilidade, criatividade nas ações e nos lançamentos, além de um grande jogo de cintura para lidar com as adversidades econômicas de um país que sofre com o sobe-desce da economia mundial. Até poucos anos, sem o advento da Internet, as informações eram coletadas e retransmitidas com um tempo mais espaçado. Hoje, as mudanças acontecem em segundos e o acesso a elas também é rápido.
Capacitação e treinamento é a saída. Os profissionais e empresários precisam estar bem informados e o acesso a esses dados podem estar nos veículos de comunicação, literatura e associações ou entidades que, como a ADVB, buscam gerar o maior número de conhecimento possível.
Acreditamos que o mercado precisa saber usar todo o ferramental das vendas em seu favor. Não importa se ela é porta-a-porta, e-commerce, varejo ou B2B. Ser diferente exige um esforço e arrojo na exposição de seus produtos e serviços, utilizando a comunicação de forma eficaz. Falar a linguagem do seu público-alvo, descobrir suas necessidades e, mais, superar suas expectativas. Tudo isso só é possível, se as empresas desvendaram quem é esse consumidor. É preciso saber ouvi-lo e enxergá-lo por meio de pesquisas.
Para vender mais precisamos saber mais. Essa é fórmula do sucesso que a ADVB apóia.
* José Zetune é presidente da Direção da ADVP (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Portugal), da ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Portugal), do IRES (Instituto ADVB de Responsabilidade Social) e da FBM (Fundação Brasileira de Marketing).