Um mapa do futuro das telecomunicações

0
2

A Telexpo trouxe à tona a discussão de que o mercado de telecomunicações ainda sofrerá muitas transformações e o governo continuará tendo papel preponderante, e – por que não? – decisivo. “Ficou claro que vem pela frente um período de grandes mudanças e definições por parte do governo e agências”, como destacaram os executivos das empresas na abertura do evento. Entre os pontos de relêvo ficaram a Inclusão Digital e como o governo pode contribuir para fomentar novos modelos de negócios, além da polêmica sobre o papel das agências reguladoras do setor. A necessidade de se criar uma ampla discussão sobre uma política de negócios para a TV Digital, e não apenas a definição de um padrão técnico para o mercado brasileiro, também teve espaço. “Ficamos satisfeitos com o congresso da Telexpo 2006 ao tratar com muito entusiasmo do futuro das telecomunicações, passando pela padronização da TV Digital e as tecnologias emergentes”, comentou Rui Campos, responsável pelo conteúdo.

O evento contou, este ano, com cinco fóruns: Governo e Negócios; Gestão da Convergência; Wireless e Mobilidade; VoIP e Banda Larga; e Tecnologias Emergentes. O objetivo foi reunir governo e setor privado em 35 painéis para debater o impacto das suas ações no desenvolvimento da tecnologia nacional e nos negócios das corporações. E foi isso o que se viu, com a presença de várias personalidades do mercado.

Entre os presentes estiveram o secretário de Logística e TI do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna; o professor e um dos fundadores do Media Lab do Massachusetts Institute of Technology (MIT), Nicholas Negroponte; o publicitário Nizan Guanaes; o presidente e diretor de Criação da W/Brasil Publicidade, Washington Olivetto; o vice-presidente da Siemens, Aluisio Byro; o vice-presidente da Samsung, José Roberto Campos; o presidente da Avaya no Brasil, Márcio Mattos; o presidente da Lucent, Wagner Ferreira; o vice-presidente Global de Multimidia da Nokia, Mark Selby; o presidente da Telemar, Ronaldo Iabrudi; e o presidente da NEC, Paulo Castelo Branco, entre outros.

O fórum “Governo e Negócios” abordou a exploração e perspectivas dos negócios, sob a influência das ações do governo. Já o de “Gestão da Convergência” falou sobre a convergência das redes e como orientar este processo para o resultado eficiente. Em “Wireless e Mobilidade”, foram discutidos temas ligados aos caminhos da comunicação moderna nos paradigmas da mobilidade. No de “VoIP e Banda Larga”, foram explicadas as oportunidades de evolução competitiva e da construção de conteúdos. Por fim, o fórum “Tecnologias Emergentes” mostrou as perspectivas da evolução tecnológica na busca de padrões.

Outro destaque foi o número de participantes no congresso, que excedeu a expectativa em mais de 10%, com cerca de 2 mil executivos presentes. Além disso, houve um aumento de 20% na média de presenças nos painéis em comparação ao ano passado, mostrando o interesse pelo debate dos temas pertinentes ao futuro do mercado.

Balcão de negócios – Para os executivos das empresas expositoras, a Telexpo foi um sucesso não só pelo número de visitantes, que foi de 35 mil, mas também pela oportunidade de apresentar para um público seleto as novas estratégias e os últimos lançamentos em soluções móveis, VoIP e WiMax.

A Siemens Communications, que demonstrou novos serviços triple-play do Surpass Home Entertainment, plataforma que integra entretenimento (vídeo sob demanda, gravação de programas, acesso a conteúdos já veiculados, guia eletrônico de programação) e comunicação (vídeotelefonia, acesso a e-mails e Internet via TV), saiu satisfeita do evento.

Para o diretor de Marketing Estratégico da Siemens, Marcelo Laranjeira, a Telexpo 2006 foi uma grande oportunidade para a Siemens se relacionar com os clientes e reforçar a marca. “Este ano aproveitamos o evento para mostrar soluções convergentes com mobilidade para operadoras, mercado corporativo e consumidor final. Além disso, divulgamos uma pesquisa inédita sobre tendências de serviços em aplicações móveis realizada em oito países, incluindo o Brasil, alinhada com nossa visão sobre os caminhos da convergência das indústrias de TI, Telecomunicações e Mídia”, finalizou.

“A Telexpo 2006 representou uma excelente oportunidade para a primeira exposição da marca BenQ-Siemens no setor de telecomunicações no Brasil, e também uma forma de aproximação com um público dirigido”, enfatizou a diretora de Marketing da BenQ Mobile, Regina Macedo. “Tanto que utilizamos o evento para anunciar nossos investimentos de R$ 2,7 milhões na fábrica de Manaus”, disse.

Outra empresa que considerou a participação bastante positiva foi a Leucotron. A empresa apresentou durante o evento 11 lançamentos, sendo oito com tecnologia VoIP. Além disso, aproveitou para estreitar o contato com clientes e parceiros. “Para a Leucotron, a Telexpo foi importante momento para apresentarmos nossas soluções e nossa tecnologia. Além disso, é uma oportunidade de nos relacionarmos com nossos clientes e fornecedores, estreitando vínculos e garantindo a continuidade do sucesso da empresa. Nosso stand recebeu uma grande visitação e estamos muito satisfeitos com os resultados obtidos”, contou Antônio Cláudio de Oliveira, diretor de Marketing da Leucotron.

Houve empresa que aproveitou a Telexpo para promover um evento internacional. É o caso da Avaya que realizou o “World Tech Summit”, um evento global que acontece simultaneamente em quatro cidades: São Paulo, Tóquio, Nova York e Hannover, sob o tema “A Evolução das Comunicações Inteligentes”. Na ocasião, os principais executivos da Avaya apresentaram os novos produtos e serviços, demonstrando as soluções em Telefonia IP, além de trocarem experiências com os presentes, que puderam conhecer, na prática, o valor da Comunicação Inteligente nos negócios. “Um dos pontos positivos da edição desse ano da Telexpo foi a oportunidade de realizar o World Tech Summit. Conseguimos colocar quatro países e mostrar para nossos parceiros e clientes as nossas novidades”, comentou Marco Barcellos, diretor de Marketing da Avaya, que também destacou a quantidade maior de tomadores de decisões presentes nessa edição da Telexpo.

Para a Samsung, a participação no evento também foi positiva. A empresa expôs terminais móveis equipados com a tecnologia Digital Multimídia Broadcast (DMB), que torna os serviços digitais móveis viáveis, e falou sobre as expectativas da empresa e projetos com a tecnologia WiMax. “Apresentamos nossas soluções à indústria de telecom, os nossos diferenciais e tendências em aparelhos celulares e tecnologias móveis, como o WiMax e DMB. Também ficamos satisfeitos com o número de visitantes em nosso estande e com a visibilidade proporcionada à nossa marca”, afirmou o vice-presidente executivo da Samsung, José Roberto Campos.

Já a Transit Telecom apresentou a linha de produtos baseados na tecnologia VoIP e o 17total, código para chamadas de longa distância. “Foi nossa primeira participação em um evento deste porte e acreditamos que o saldo foi bastante positivo. Conseguimos fazer muitos contatos interessantes que futuramente podem virar negócios concretos para a Transit”, destacou o vice-presidente de Tecnologia e Marketing da Transit Telecom, Alexandre Alves.

A próxima edição da Telexpo já tem data marcada. Será de 6 a 8 de março de 2007, em São Paulo.

Entrevistas exclusivas da TVip na Telexpo

Para conferir o que as empresas expositoras da Telexpo 2006 estavam trazendo de novidade – e saber as estratégias para os próximos anos -, o portal Callcenter.inf.br participou do evento entrevistando executivos de diversas empresas. Os entrevistados cometaram sobre as ações estratégicas e as tendências tecnológicas, além de falarem um pouco sobre o mercado. As entrevistas exclusivas podem ser conferidas no hotsite TVip Callcenter(www.callcenter.inf.br/tv). Para assistir aos vídeos basta ser cadastrado no portal Callcenter.inf.br.

Entre os executivos que conversaram com o portal estão o gerente de Soluções Convergentes da Avaya, Thiago T. Siqueira; o diretor Técnico da Siemens Enterprise, Tadeu Viana; o diretor de Marketing da Leucotron, Antônio Cláudio de Oliveira; o gerente de Suporte da Dígitro, Carlos Carnavalli Jr., e o engenheiro de Marketing também da Dígitro, Djan de Almeida de Rosário; o diretor de Marketing da Transit Telecom, Hélio Watanabe; o diretor da NEC Solutions Brasil, Silvio Maemura; dentre outros.