A semana que passou: Itaú+CorpBanca, Lenovo+Motorola, Microsoft-Gates…

Satya Nadella, o novo CEO da Microsoft?

A semana foi agitada no mundo dos negócios. Aqui mesmo já falamos da compra da Motorola Mobility pela Lenovo. Ficou claro que, apesar de receber apenas um quarto do que pagou dois anos antes, o negócio foi bom para o Google, pois o que a gigante de Mountain View queria mesmo eram as patentes.

Mais perto de nós, o Itaú anunciou fusão com o CorpBanca, do Chile, e criou uma das maiores instituições financeiras da América Latina, o Itaú CorpBanca, com 45 bilhões de dólares em ativos e 34 bilhões de dólares no total da carteira de crédito. O negócio será controlado pelo banco brasileiro.

Ainda é especulação, mas muito forte. A Microsoft teria optado por Satya Nadella para suceder Steve Ballmer. Há mais de 20 anos na empresa, Nadella é o líder do setor de cloud computing da Microsoft e da área de produtos corporativos, que é o que mais tendo dado resultados na empresa nos últimos tempos. O anúncio incluirá também a saída de Bill Gates, que passa a se dedicar integralmente à Bill & Melinda Foundation.

Outra notícia importante da semana foi o anúncio do lucro líquido do Facebook no quatro tri: US$ 523 milhões. A receita operacional alcançou 2,585 bilhões de dólares no quarto trimestre de 2013, um crescimento de 63% ante os 1,585 bilhão de dólares no mesmo período do ano anterior.

Outro anúncio importante veio da Nintendo. A empresa de videogames vai lançar uma terceira plataforma, focada em saúde, para juntar-se às suas máquinas de jogos Wii U e Nintendo 3DS. “O que a Nintendo vai tentar alcançar nos próximos 10 anos é uma plataforma que melhora a qualidade de vida das pessoas de uma forma divertida”, disse Satoru Iwata, CEO da empresa em briefing para jornalistas, realizado na última sexta.

Voltando ao Facebook, a rede lançou o Paper (“jornal” seria a melhor tradução), um aplicativo que seria uma releitura radical do News Feed e pretende diminuir o ritmo frenético com que os usuários acessam as mídias sociais. Ya veremos, como decía el ciego.

Fontes: Exame, Portal Abemd, Social Media Examiner, Wired