A semana que passou: más notícias para Eike e para os 10 mais ricos. E mais

Eike Batista, CEO da EBX, após entrevista televisiva na Bloomberg em Beverly Hills, CalifórniaSegundo a Exame, o empresário Eike Batista teve mais uma semana atribulada. Para começar, recebeu a notícia da possibilidade de o BTG Pactual encerrar o acordo de assessoria assinado em março. Quem estaria indo para o seu lugar seria no processo de reestruturação da EBX a Angra Partners. Além disso, estaria havendo resistência da petrolífera Petronas para pagar pelos blocos que comprou da OGX. Querem Eike ponha a casa em ordem, antes de dar o dinheiro. Por fim, a OGX devolveu nove blocos de exploração arrematados no último leilão da ANP. 

A última semana de agosto consolidou também “más” notícias para os 10 homens mais ricos do mundo. Todos terminaram com uma fortuna menor do que a que possuíam um mês antes. Seu patrimônio somado encolheu 18,8 bilhões de dólares, para “apenas” 510,9 bilhões em 29 de agosto, segundo o ranking de bilionários da Bloomberg. As maiores variações negativas ocorreram no patrimônio dos Walton, donos da Walmart: tanto Christy quanto Jim viram suas fortunas reduzir em mais de 6%.

Outras empresas em dificuldades. A Tam recebeu adesão de 50% ao seu plano de demissões voluntárias. A Billabong, australiana, maior empresa de moda surf do mundo, apresentou seu maior prejuízo nos últimos 40 anos, equivalente a 772 milhões de dólares. A Rede Globo, sob ataque de manifestantes, que inclusive jogaram fezes em sua fachada, publicou editorial, assumindo que apoiou o golpe militar de 64 e anunciou reorganização profunda que implicará, inclusive, em produção de conteúdo para outros canais do grupo.

No campo das mídias sociais, o Facebook anunciou uma atualização cujo principal efeito será facilitar a criação e a administração de promoções. E está expandindo o recurso de fotos compartilhadas.

O Twitter anunciou que agora ficou mais fácil buscar e seguir conversações.

E o Foursquare adicionou mais detalhes aos seus locais.

Fontes: Exame: Bloomberg, Social Media Examiner