Adobe lança a Creative Cloud

A Adobe anunciou, durante a conferência de tecnologia MAX 2011, a Adobe® Creative Cloud,
uma importante iniciativa da empresa que redefine radicalmente o
processo de criação de conteúdo. A Adobe Creative Cloud será o foco da
criatividade, onde milhões de pessoas poderão acessar aplicativos de
desktops e tablets, serviços criativos essenciais e compartilhar seus
melhores trabalhos. Em paralelo, a Adobe anuncia um novo conjunto do Adobe Touch Apps
para criação de conteúdo em tablets (consulte comunicado separado).
Essas soluções inovadoras disponibilizam recursos de criatividade
profissional para um grande número de usuários de tablets – de
consumidores a profissionais criativos – e utilizam serviços de nuvem
para compartilhar arquivos, visualizar esses documentos em vários
dispositivos ou transferir o trabalho para a Adobe Creative Suite para
melhorar o refinamento.

“A Adobe Creative Cloud reinventa a
expressão criativa, oferece uma nova geração de serviços para
criatividade e editoração que incorpora a interação tátil, com o intuito
de reformular a interação pessoal com as ferramentas criativas e
construir conexões sociais mais profundas entre pessoas criativas do
mundo todo”, diz Kevin Lynch, diretor de tecnologia da Adobe. “A adoção
da Creative Cloud é um componente chave na transformação da Adobe”.

Apresentando a Adobe Creative Cloud

A
introdução da Creative Cloud é baseada, inicialmente, em um grupo
inovador de Adobe Touch Apps, adaptando o software criativo para a era
da mobilidade e incluindo os tablets como parte integral do processo
criativo. A nova solução será um ponto central para visualização,
compartilhamento e sincronização de arquivos criados com o Adobe Touch
Apps e  a Creative Suite, e inclui 20GB de armazenamento em nuvem. A
Creative Cloud rapidamente se transformará em um serviço de acesso aos
principais aplicativos e serviços criativos da Adobe e um recurso
essencial para qualquer pessoa criativa – tudo isso a um preço bastante
atraente. Até o começo de 2012, a Adobe Creative Cloud deve incluir:

·        
Aplicativos – Acesso ao portfólio de ferramentas da Adobe Creative
Cloud, além do Adobe Touch Apps. A solução inclui as maiores ferramentas
de desktop do mercado, como Photoshop, InDesign, Illustrator,
Dreamweaver, Premiere Pro, After Effects e as novas ferramentas
inovadoras, como o Adobe Edge e Muse.

·         Serviços – As
principais tecnologias do Adobe Digital Publishing Suite para distribuir
publicações interativas em tablets, uma camada do Adobe Business
Catalyst para criar e administrar sites e  os novos serviços de design,
como a possibilidade de usar fontes da nuvem para desenhar sites por
meio da tecnologia adquirida pela Adobe com a aquisição da Typekit Inc.,
(consulte comunicado separado).

·         Comunidade – Recursos
que incentivam as pessoas criativas a exibir e compartilhar seu trabalho
e suas ideias com colegas do mundo inteiro e um fórum para feedback e
inspiração, a fim de estimular as interações entre pessoas criativas. A
Creative Cloud será um ponto central para qualquer criativo.

Preço e Disponibilidade

O
preço da Adobe Creative Cloud e seus recursos para aplicativos,
serviços e comunidade serão divulgados em novembro de 2011. Para mais
informações, visite http://www.adobe.com/go/creativecloud.
A Adobe continuará a oferecer todos os seus produtos criativos como
soluções independentes, incluindo as edições da Creative Suite e os
principais produtos da marca, como o Photoshop, Illustrator, InDesign e o
Dreamweaver.

Fonte: http://www.brandpress.com.br/Tecnologia-e-Informatica/Adobe-lanca-a-Creative-Cloud.html#ixzz1a5yFNfPR