Agenda cultural para o fim de semana em SP

Reproduzido do blog do Instituto Via Pública:

34ª edição da Mostra Internacional de Cinema

De hoje (22/10) a 04/11 ocorre a 34ª edição da Mostra Internacional de Cinema, uma maratona cinematográfica com mais de 400 títulos exibidos em três sessões diárias, nos 27 espaços espalhados pela cidade, entre cinemas, museus e centros culturais, além da Bienal de São Paulo, que participará da exibição dos filmes da Mostra pela primeira vez.   Os filmes serão divididos em três programações distintas: “Perspectiva Internacional”; “Competição Novos Diretores”, e “Mostra Brasil, retrospectivas, homenagens e exibições especiais”. Entre as homenagens, a 34ª Mostra celebra o centenário do cineasta Akira Kurosawa, com o lançamento do livro À Espera do Tempo – Filmando com Akira Kurosawa, de Teruyo Nogami, que foi produtora e assistente do diretor, e a exposição “Kurosawa – criando imagens para cinema”, que integra a mostra e é promovida em parceria com o Instituto Tomie Ohtake. A exposição reúne 80 storyboards originais, que só foram exibidos anteriormente no Tókio Metropolitan Museum of Photography. Outros destaques desta edição são a exibição ao ar livre da nova cópia restaurada do clássico Metrópolis, de Fritz Lang, que terá acompanhamento de 80 músicos da orquestra Jazz Sinfônica e  a apresentação de Até o Fim do Mundo, na versão original do diretor Wim Wenders, que estará presente na exibição. Além disso, haverá a apresentação especial do longa-metragem Mistérios de Lisboa, de Raoul Ruiz.
Serviço
34. Mostra Internacional de Cinema em São Paulo 
Data: De 22/10 a 04/11
Central da Mostra: Conjunto Nacional – Aberta até 04/11, das 10h às 21h, para credenciamento e vendas de pacotes e permanentes.
End.: Av. Paulista, 2073 – Centro – São Paulo
Preço: Ingressos individuais – segundas, terças, quartas e quintas: R$ 14 (inteira) ou R$ 7 (meia) e sextas, sábados e domingos: R$ 18 (inteira) ou R$ 9 (meia).
Confira a programação e os preços dos pacotes promocionais no site oficial do evento:
http://www.mostra.org/

Ainda cinema

Cômicos e Animações

Exibição dos curtas mudos dos cômicos Buster Keaton e Charles Chaplin e do universo do cinema de animação, sempre acompanhados de música realizada ao vivo. Até 31/10, aos sábados, às 20h. Local: Sesc Pinheiros (Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros, telefone 11 3095-9400). Grátis.

Teatro e exposição

Espaço Tchekhov no CCSP

O Centro Cultural São Paulo (CCSP) apresenta, até 10/11, o evento Espaço Tchekhov 2010, com espetáculos de teatro, exposição, workshops e debates dedicados ao 150º aniversário do nascimento do autor russo, celebrado em todo o mundo neste ano. Ocorre Complexo Cultural da Funarte em São Paulo, em um projeto composto por várias experiências ligadas à obra teatral e literária do autor Anton P. Tchekhov (1860-1904), mixando imagens da vida e da obra do autor.

O evento é composto por uma narrativa em que os vários sentidos se multiplicam conforme a leitura e vivência de cada espectador, abrigando em alguns momentos espetáculos teatrais que transformam seus espaços em cenários e, em outros, sendo fonte de informação e iconografia sobre a vida do autor e de sua importante contribuição à transformação e modernidade do teatro contemporâneo. Há imagens das principais montagens do autor na virada do século XX, dirigidas por Constantin Stanislavski e Vladímir Niemirovitch-Dantchenco, no Teatro de Arte de Moscou. Trechos de suas obras são encenados pela Cia Mundana de Teatro e pelo coletivo de atores Enfermarias n 1 a 6.

Local: Complexo Cultural Fuante ((Alameda Nothmann 1058, Campos Elíseos – São Paulo, telefone 11 3662-5177).

Três exposições

Citações e 200 imagens promovem viagem pelas três últimas décadas

O Museu Brasileiro de Escultura (Mube) recebe a exposição fotográfica “Flávio de Carvalho Desveste a Moda da Cabeça aos Pés”. A mostra faz um resgate histórico e social da trajetória da moda no Brasil nos últimos 30 anos, por meio de 200 fotos que marcaram cada uma das três décadas. A curadoria é de Agnaldo Farias e Mariana Lanari. Local: Mube (rua Alemanha, 221, Jardim Europa, Telefone 11 2594-2601).

Cores e Traços do Brasil

O espaço traz as obras dos artistas plásticos Léo Burgos e Yô Fernandes. Burgos – que também é fotojornalista –  busca inspiração no grafite e no movimento Pop Art. Seus trabalhos são em painéis, pintados em tinta acrílica e spray. Fernandes pinta desde 2000, com tinta acrílica sobre tela. Seus trabalhos são multicoloridos e inspirados nas obras de Romero Brito e Kandinsky. Até 16/11, às terças a sábados, das 8h às 20h. Local: Espaço Cultural Ibep-Nacional (Rua Santo Amaro, 766, Bela Vista , telefone 11 2936-4491). Grátis.

Quem é você?

A mostra apresenta as transformações visuais pelas quais passaram duas pessoas durante três anos. Cada ensaio fotográfico captou uma série de 6 fotos, as mesmas posições, simulando um giro de 360º. Mantendo sempre um padrão de iluminação e enquadramento, além da roupa e fundo neutros. Portanto, as imagens obtidas não possuem um contexto de ambiente, apenas registram o passar do tempo e as mudanças visuais. Até 28/11, de terça a domingo, das 9h às 21h. Local: Caixa Cultural Sé (Praça da Sé, 111, Centro, telefone 11 3107-0498). Grátis.

Dois espetáculos sobre Adoniran Barbosa

Ado(ni)rando

Musical em homenagem ao ator, radialista, comediante e sambista Adoniran Barbosa (1910-1982). Texto e direção: Eudosia Acuña Quinteiro. Com Digué Pinheiro, Elvis Mestre e outros. Local: Teatro União Cultural (Rua Mário Amaral, 209, Paraíso, telefone 11 2148-2905). Até 28/10, aos domingos, às 20h. Ingresso: R$ 40,00.

Os Boêmios de Adoniran

Musical em homenagem ao ator, radialista, comediante e sambista Adoniran Barbosa (1910-1982). De Juliana Lucilha. Direção: Milton Machado. Direção musical: Thiago Henrique. Com Amanda Carvalho, Eduardo Osório e outros. Local: Teatro Coletivo – sala 1.030 (Rua da Consolação, 1623, Consolação, telefone 11 3255-5922). Até 28/10, aos sábados, às 21h, e aos domingos, às 20h. Ingresso: R$ 30,00.

Música

Vale a pena ouvir

O projeto mostra a enorme diversidade musical brasileira, com a apresentação de cinco shows de artistas e grupos de diferentes regiões e gêneros musicais do nosso país. Até 30/10, às sextas e sábados, às 12h30. Local: Praça do Patriarca (Praça do Patriarca, s/ n. Centro). Grátis.

Relançamento

Catatau está de volta pela Iluminuras

Ao ser lançado, em 1975, o livro Catatau, do curitibano Paulo Leminski (1944-1989), foi saudado em ensaios como um novo Finnegans Wake (James Joyce). Além de tradutor de Joyce, Leminski, a exemplo do irlandês, fez uso irrestrito de citações míticas e eruditas, exigindo do leitor um repertório literário bem acima da média. O tempo só fez reforçar a importância desse livro. Catatau é a história de uma espera, a do filósofo francês René Descartes (1596-1650) – chamado, no livro, de Cartésio – pelo polonês Krzysztof Arciszewski (1592-1656), general que chefiou as forças militares holandesas no Brasil. O livro ganha nova edição da Iluminuras, após anos fora de catálogo. E não é uma edição qualquer: seu apêndice traz parte da fortuna crítica de Catatau com excertos de ensaios assinados por Haroldo de Campos, Flora Sussekind, Leo Gilson Ribeiro e Antonio Risério.