Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

As 11 tendências cruciais para 2011 – 7: Social-lites e Twinsumers

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Em 2011, o boca a boca e as recomendações serão ainda mais importantes. Se os TWINSUMERS (consumidores com padrões de consumo, preferências e aversões similares, e que são portanto fontes valiosas de recomendações sobre o que comprar e experimentar) têm tudo a ver com aperfeiçoar a “curadoria da busca”, SOCIAL-LITES têm tudo a ver com descobertas, à medida em que os consumidores se tornam curadores; ativamente divulgando, remixando, compilando, comentando, compartilhando e recomendando conteúdos, produtos, compras, experiências tanto para os amigos como para audiências maiores.

Por que os consumidores iriam querer se tornar curadores? Porque muitos deles estão investindo tempo e esforço na construação de suas MARCAS PESSOAIS, via perfis online que registram suas opiniões e recomendações. E as audiências na economias do conhecimento valorizam informações interessantes, relevantes e úteis, conferindo status àqueles curadores ou SOCIAL-LITES que as compartilham.

Adicionalmente, nunca foi tão fácil ser um SOCIAL-LITE. Em vez de ligar, enviar um sms ou mesmo um email pessoal para as pessoas, os fluxos das redes sociais permitem que os usuários divulguem facilmente a informação a um grande número de pessoas sem interrupção ou intrusão.

Assim, os consumidores falarão mais sobre marcas em 2011 do que nunca antes, e as oportunidades para marcas que criarem conteúdo envolvente que os consumidores queiram compartilhar, ou que disponham de personalidades que de fato envolvam os consumidores, será maior do que nunca. Fazer com que os SOCIAL-LITES retuitem ou afirmem “curtir” esse conteúdo é, natualmente, a exigência número 1. Exemplos:

  • STRP Art and Technology Festival que ocorre de 18 a 28 de novembro de 2010 em Eindhoven, na Holanda, usou uma pulseira com RFID em museus e galerias para que os convidados dessem notas às obras. Os visitants usavam as pulseiras com RFID e ‘dashes’ (traços que representavam quanto eles gostavam de algo) para taguear a obra, combinando os resultados para criar uma “tag cloud” que apresenta as mostras mais populares e onde estão localizadas.
  • Gogobot é uma comunidade online de viagens com uma lente social. Os usuários fazem perguntas sobre destinos ( p.ex., ‘onde há um restaurant divertido em Paris?’), não apenas para a comunidade Gogobot mas também para suas redes Facebook e Twitter. Gogobot combina as respostas e inclui imagems e links de todos os lugares mencionados.
  • Levi’s integrou sua loja online com o Facebook, permitindo aos clients interagirem socialmente com amigos e criarem uma experiência de “curtir enquanto compram”. Na loja da Levi’s no FB, os usuários são capazes de compartilhar produtos com amigos através da “Friend Store”, dos botões ‘Like’ou fazer buscas pelos produtos ‘Top Liked’.
  • A Amazon agora capacita os usuários a integrar suas contas Facebook e Amazon. O recurso permite à Amazon conectar-se com a rede social do usuário e então basear suas recomendações (livros, DVDs e musicos) na informação encontrada em seu perfil do Facebook.
  • Mombo analisa os feeds dos Twitters de usuários de todo o mundo e ranqueia filmes baseada na opinião coletiva dos usuários do microblog, com cada tweet sendo analisado pela ferramenta de análise de sentimento do site. Os usuários que têm Twitter receberão recomendações de filmes baseadas no que eles e seus amigos tuitaram.
  • Storify ajuda seus usuários a estruturar o conteúdo que eles encontram em sites de redes sociais. Os usuários cortam e colam pedaços de conteúdo (incluindo imagens e vídeos) de várias fonts na web e colocam tudo junto para comunicar mensagem desejada.

Atenção: Costumes e comportamentos sociais ainda estão evoluindo. Mas as conexões que os consumidores estabelecem uns com os outros são pessoais e portanto valiosos (e não todos sobre marcas!). E os SOCIAL-LITES ainda operam emu ma esfera social com importância intrínseca para os participantes. Dessa forma, as marcas precisam caminhar cuidadosamente, tratando os consumidores com respeito e sendo completamente transparentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima