As 8 Tendências: Final (ufa!)



Tudo o que é bom um dia acaba (o que é ruim também, acredito). Acho que chega das “trends” do Trendwatching. Vou tentar resumir rapidinho as duas tendências que faltam, MIY-Make It Yourself e Crowd Mining, e a partir de amanhã voltar aos Programas de Fidelidade.


 


Se vocês derem uma olhada nos textos que publiquei sobre cada uma das tendências e compararem com os textos iniciais, que falavam sobre Esferas de Status, vão descobrir que aquela tendência inicial é uma espécie de resumo das demais. No caso da MIY, vocês encontrariam um parentesco grande com a Esfera da Participação. O TrendWatching costuma se referir muito à Geração C, que é a que está surgindo agora e na qual a letra C representa Content, Conteúdo, principamente como User Generated Content. Ou seja, conteúdo gerado pelo usuário. Até a publicidade entrou nessa: temos cada vez mais campanhas criadas pelos consumidores.


 


Mas essa é a tendência do ano passado. Este ano, segundo o TrendWatching, a Geração C vai ser premiada pelo que fizer. O site de vídeos Revver (www.revver.com), diferentemente do YouTube, divide a receita gerada pelo vídeo publicado com o criador e já pagou cerca de um milhão de dólares para criadores e compartilhadores.


 


Há muitos outros exemplos disso. Ponoko (www.ponoko.com), da Nova Zelândia, disponibiliza ferramentas e designers pordem usa-las para desenvolver suas idéias – e vende-las! O grupo de design sueco Front faz algo parecido em seu site Sketch
Furniture
(www.frontdesign.se/sketchfurniture/). E por aí vai.


 


A última tendência é a CROWD MINING, que é co-criar, co-fundear, co-comprar, co-desenvolver, co-gerenciar *qualquer coisa* com ´multidões´. Mas a ênfase em 2008 vai sair de apenas atrair multidões (vocês ouviram falar de Sell-A-Band  – www.sellaband.com , um site que permite que as pessoas investissem em bandas desconhecidas, ou MyFootballClub – www.myfootballclub.co.uk, onde você pode, de fato, ser “dono” de um time de futebol?) para encontrar dentro delas os diamantes polidos. Como fazer isso? Com carinho, respeito – e promessas de muito dinheiro! Dois exemplos: Netflix e Google:


Netflix, o site de aluguel de DVD, está oferecendo 1 milhão de dólares (www.netflixprize.com) a quem melhorar substancialmente a acuracidade de suas previsões sobre quanto um potencial alugador de filmes vai amar um determinado filme baseado em suas preferências. É um valor substancial, mas nada se considerarmos que a Netflix estará aperfeiçoando seu modelo de negócios – que vale bilhões de dólares.


Quanto ao Google, o pessoal do TrendWatching está se referindo ao desenvolvimento do Android, a primeira plataforma de comunicação móvel que é completa, aberta e grátis. Para apoiar o lançamento da plataforma, Google lançou o Android Developer Challenge, que distribuirá 10 milhões de dólares em prêmios para aplicações inovadoras. Na primeira fase (inscrições aceitas até 3 de março de 2008 – corram!)  serão premiados 50 projetos. Cada um ganhará 25 mil dólares para desenvolvimento adicional. Os selecionados concorrerão a 10 prêmios de 100 mil dólares e 10 prêmios de 275 mil dólares.