As mídias sociais estão arruinando o marketing?

(O texto abaixo foi escrito por Robert Fleming, CEO da eMarketing Association Network e tinha o objetivo de atrair participantes para a conferência do ano passado da associação. Achei que valia a pena traduzi-lo e colocá-lo aqui, principalmente em um final de semana)

“Primeiramente, eu sou velho. Quão velho, vamos apenas dizer que eu lembro de uma época em que a música dos Beatles não era tocada em elevadores. Por isso eu me lembro com carinho dos “velhos tempos”. Então, eu tenho uma visão um pouco nostálgica d0 tempo quando havia realmente apenas jornais, TV, rádio e mala direta como elementos-chave de publicidade (ok, outdoors  também). Foi uma grande época e aqui estão 5 razões disso.

1. NÓS REALMENTE NÃO OUVÍAMOS OS CLIENTES – Ok, tínhamos focus groups, mas conduzíamos monólogos com nossos clientes. Não diálogos. Os clientes não podiam chiar e espernear em relação ao nosso mau serviço de atendimento ou sobre os nossos produtos defeituosos, nem espalhar isso para o mundo inteiro. Podíamos esmagar pequenas empresas com a força de nossos orçamentos, e não pela qualidade do nosso serviço e dos nossos produtos. POR QUE ISSO É IMPORTANTE – Porque agora, pequenos negócios podem competir em condições mais equitativas, e a força de seu marketing não precisa depender necessariamente do tamanho dos seus orçamentos.

2. NÓS PODÍAMOS USAR ATRAENTES E CARÍSSIMAS CRIAÇÕES PARA REVISTAS, MALAS DIRETAS E OUTRAS MÍDIAS  – Ok, ainda há revistas e jornais, mas a menos que você viva em uma caverna você já viu como ficam cada vez menores. Malas diretas diminuíram substancialmente de uma década atrás e a USPS [os correios americanos] estará falida até dezembro, se não receber socorro do governo. As revistas estão em iPads. E agora temos anúncios de texto (coisinhas pequenas), banners minúsculos, ou tweets de 140 caracteres, grupos de fãs e “curtir”. POR QUE ISSO É IMPORTANTE – porque agora temos que ser mais criativos do que nunca, na forma como apresentamos nossa empresa, no Twitter, Facebook, Linkedin e (e outros meios de comunicação de Internet). As telas são cada vez menores e, portanto, precisamos usar muito melhor os nossos “pincéis”.

3. NÓS PODÍAMOS MEDIR – Com Nielsen, Arbitron, ABC e outros, podíamos obter números confiáveis que eram comprovados há décadas. Hoje, somos bombardeados com estatísticas e a partir delas somos obrigados a tomar as decisões de marketing. POR QUE ISSO É IMPORTANTE – Hoje precisamos reduzir nossas métricas a estatísticas relevantes e acionávels, em vez de apenas despejar dados.

4. NÓS PODÍAMOS MANTER NOSSOS EMPREGOS – Nos velhos tempos, para manter seus números e o seu emprego, tudo que você tinha que fazer era o que você já havia feito antes. Com novas mídias sociais, novas tecnologias e novos dispositivos aparecendo como mágica, não temos mais os dados históricos para assegurar o sucesso. Portanto, temos de arriscar. POR QUE ISSO É IMPORTANTE –  Porque o marketing não é mais “seguro” – e os riscos são maiores do que nunca, mas também são as recompensas.

5. NÓS PODÍAMOS BEBER MARTINIS NA HORA DO ALMOÇO – Parece que isso não ocorre tanto. POR QUE ISSO É IMPORTANTE –  porque era divertido.