Boca-a-boca é mais forte que a Oprah



Mais uma visita ao blog Church Of The Customer e peguei essa informação interessante.

 

Em um estudo recente realizado com Afroamericanos compradores de livros, a maioria disse que a recomendação de um amigo ou membro da família havia sido a razão pela qual haviam comprado um livro.

 

Eis os números, fornecidos porGlobal Marketing Insight.










































Recomendado por um amigo ou membro da família

55%

Lista de bestsellers

34%

Opiniões de críticos afroamericanos

20%

Lista de bestsellers da Essence

18%

Recomendado por um clube do livro

17%

Recomendado pela Oprah

12%

Opiniões de críticos não afroamericanos

12%

Recomendado pelo clube do livro da Oprah

11%

Opiniões de jornal não afroamericanos

9%

Reviews from an African-American newspaper

8%

Other

25%

 

A primeira conclusão a que se pode chegar é que a influência da Oprah não é assim tão grande quanto se pensava. Pelo menos em relação a livros.


Outra ilação é que o estudo, ainda que limitado etnicamente, comprova de fato como a recomendação de alguém em quem confiamos tem força em nossas decisões. Por consequência, se conseguimos transformar o relacionamento comercial em relacionamento autêntico vamos obter muito mais sucesso.