Como uma pequena empresa deve usar Email Marketing?



Tenho andado tão atarefado em meu novo desafio, como responsável pelo marketing da Gradual Corretora, que não tenho conseguido produzir muito material inédito. Ainda bem que tenho a quem recorrer – MediaPost, MarketingProfs, Blue Bus e outras fontes inestimáveis. A matéria que posto agora é a tradução de trechos de uma matéria que me chegou via o Email Insider, escrita por Whitney Hutchinson, uma consultora de marketing imobiliário de Ohio, USA.


 


“Em primeiro lugar, inequivocamente, pequenas empresas devem utilizar email marketing. É barato, relativamente fácil de executar e uma grande maneira de ficar em contato com sua base de clientes. O ponto-chave é criar um plano, mantê-lo relevante e não complicar demais as coisas.


 


“Uma das coisas mais difíceis de fazer é desenvolver metas e objetivos. Por que? Até mesmo os profissionais de marketing mais sofisticados lutam para estabelecer objetivos para um programa, assim por que seria mais fácil para um pequeno negócio? Envolve  alcance, feedback, economias de custo, fidelidade do cliente – e a construção de alguma forma de mensuração.


 


“Uma vez que você tenha um plano e um cronograma, você pode pode iniciar a criação. Há muitos lugares que podem ajudar você com as melhores práticas: o Email Experience Council – www.emailexperience.org -, a Direct Marketing Association – www.the-dma.org (FG: eu acrescentaria, para os tupiniquins, a Associação Brasileira de Marketing Direto, Abemd – www.abemd.org.br -, a Interactive Advertising Bureau – www.iab.net – e até mesmo, modestamente, podem contar comigo: [email protected]) – sem contar uma série de livros do tipo “email marketing for dummies”. Apenas lembre-se de manter simples.


 


“Se ainda não tem um banco de dados ou quer expandir sua lista, comece a pensar em formas de coletar endereços de email. Seu website, sua loja (um simples aquário para colocarem cartões já é alguma coisa), ligações telefônicas e malas diretas podem ser excelentes pontos de contato para adquiri endereços de email. Pense criativamente sobre onde pode coletar esses endereços e então simplesmente peça aos seus clientes ou prospects. Não precisa ser mais complicado do que isso.


“Em seguida, você precisa de uma boa solução de disparo. Há poucas soluções especificamente para pequenos negócios (FG: talvez uma verdade nos EUA, eu conheço aqui no Brasil algumas soluções muito boas, voltadas especificamente para pequenos negócios.) Essas empreas podem ajudar você no processo de envio, no gerenciamento do banco de dados, na criação e na mensuração. A maioria tem excelente custo-benefício.


“Finalmente, não esqueça de mensurar e otimizar. Teste sempre que possível – é a melhor maneira de melhorar o desempenho em uma base…


“Permita-me um último pensamente, Sr. ou Sra. Pequena Empresa: email é um instrumento fantástico para você! Comece com um plano, execute-o bem, solicite endereços de email quando falar com seus clientes, e mensure os resultados dos seus esforços. Lembre-se de não enviar emais demais nem de menos, e só envie informação relevante e no momento certo. O mais importante: mantenha o foco em seus clientes e no que eles desejam e precisam de você. Com esse foco, você não pode errar.”