Escritório chinês projeta museu sustentável com membrana antipoluição

Ciclo Vivo:

O projeto de um museu sustentável está em andamento na região nordeste da China. O escritório chinês 10 Design é o responsável pelo trabalho, que abrigará exposições sobre planejamento urbano e será ícone de design ambiental para região. (…) a inovação estará em sua fachada, que será de alumínio, e receberá uma membrana de dióxido de titânio, responsável por neutralizar a poluição do ar e remover a sujeira. Este elemento, em contato com a umidade do ar e as gotas da chuva, se comporta como se fosse um teflon (revestimento de panela) – nele a sujeira não gruda nem se acumula. Mas, a reação química entre as moléculas de água e o CO2 da atmosfera na presença do dióxido de titânio gera CO3, nitrogênio. É como se o revestimento fizesse uma espécie de fotossíntese, retirando o gás carbônico da atmosfera. Leia a matéria completa.