Google+ vai sumir, aposta LinkedIn

Adnews:

Lançado no final de junho, o Google+ não ficou livre de críticas. Jeef
Weiner, CEO do LinkedIn, declarou na segunda-feira, 18, em evento do
Churchill Club, acreditar que a rede terá vida curta.


Segundo ele, “ninguém tem tempo livre”. Quando questionado se há um
limite de redes sociais bem sucedidas, defendeu que é impossível que as
pessoas usem todas ao mesmo tempo.

Weiner acredita que o sucesso do Facebook vai ofuscar a rede social do
Google. O raciocício é que a rede de Zuckerberg já é utilizada para
contato com amigos e familiares,  o LinkedIn para relacionamento
profissional e o Twitter para compartilhamento mais abrangente de
mensagens. Logo, na visão dele, não há necessidade do Google+.


Segundo Rob Enderle, analista do Enderle Group, os comentários soam com
um desdém, um desejo pela queda de um novo rival. “É como dizer que há
lugar para apenas uma ferramenta de buscas ou coisa do tipo”, diz. “O
mercado gosta de ter uma escolha. Nós simplesmente não estamos em um
ponto em que temos muitas opções. Mesmo com o Facebook tendo muitos
usuários, não acho que podemos riscar o Google+”, completa.

Ainda em fase de teste, o Google+ já tem 10 milhões de usuários.

Com informações do IDG Now!

Consultor de marketing e comunicação, especialista em marketing de relacionamento e programas de fidelidade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAS DUAS PULGAS
Próximo artigoA voz do cliente