Gordon Banks pede desculpas a Pelé

(Muita gente ainda lembra, com raiva, a fantástica defesa do goleiro inglês na Copa de 70. Pois agora a JWT de Curitiba criou uma campanha muito legal, usando o episódio. Reproduzo abaixo a matéria que saiu no Meio & Mensagem.)

Um pedido de desculpas do famoso goleiro Gordon Banks, um dos símbolos do futebol inglês, ao maior jogador de todos os tempos é o centro da campanha criada pela JWT para o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, que desde 2005 funciona no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba (PR). Na campanha, Banks pede perdão por ter protagonizado a lendária defesa da cabeçada fulminante de Pelé em jogo válido pela Copa do Mundo de 1970. A iniciativa destaca a campanha “Gols pela vida”, que vende medalhas numeradas – nas versões ouro, prata e bronze – que representam cada um dos 1.283 gols da carreira do Rei do Futebol.

A campanha é composta por um filme de 45 segundos, peças impressas e ações promocionais. O instituto e a JWT procuram veículos que abram espaços para divulgação gratuita, já que toda a renda obtida com as medalhas, confeccionadas pela Casa da Moe­da do Brasil, será revertida para pesquisas médicas da entidade voltada a crianças e jovens.

Mario D´Andrea, diretor de criação da agência, afirma que a Rede Paranaense de Comunicação (RPC) – afiliada da Rede Globo em Curitiba – foi a primeira emissora a confirmar a veiculação do comercial, que deverá ir ao ar na próxima semana. Para ele, quando empresas e pessoas se unem para trabalhar por uma causa de interesse da sociedade, tudo é possível. “Assim está sendo com esse projeto para ajudar a viabilizar pesquisas científicas relacionadas à saúde da criança e do adolescente”, destaca D´Andrea.

O início do filme mostra a cena original do jogo com a fantástica defesa do inglês na finalização do Rei. O comercial corta para Banks, hoje com 70 anos, ao lado da estátua erguida em sua homenagem no estádio do último time onde o britânico atuou, o Stoke City Football Club, localizado na cidade de Stoke-on-Trent, na Inglaterra. Uma equipe da Cine, produtora do filme, esteve lá para registrar o pedido de desculpas do ex-goleiro.

No depoimento, Banks fala em tom de arrependimento sobre sua defesa no jogo que terminou com vitória brasileira por 1 a 0. “Naquele dia, eu consegui parar o maior jogador de todos os tempos. Muitas pessoas se orgulham daquela defesa. Se eu soubesse que aquele gol seria tão importante hoje, não teria defendido aquela bola. Desculpe, Pelé. Desculpe…”. Depois da fala de Banks, cenas de gols do Rei são exibidas, enquanto o locutor, em off, destaca que agora os gols de Pelé salvam vidas – ou seja, se o goleiro não tivesse impedido aquele lance, haveria mais uma oportunidade de arrecadar dinheiro para pesquisas.

Segundo D´Andrea, Gordon Banks abraçou com muito carinho a iniciativa. “Decidimos criar a campanha no início deste ano e Banks aceitou prontamente nosso convite”, conta. O diretor de criação da JWT ressalta que a amizade de Pelé com o ex-goleiro também ajudou. “Descobrimos que Pelé é amigo de Banks e até compareceu na inauguração de sua estátua no Stoke City”, revela. O intuito da JWT e do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe é veicular a campanha até que as 1.283 medalhas sejam vendidas.