Ingresso de futebol sobe 300% em 10 anos – quanto caiu a qualidade? E mais

Futebol: preço dos ingressos subiu 300% nos últimos 10 anos

E você ainda se pergunta por que os estádios estão vazios? O novo relatório publicado pela Pluri Consultoria é um verdadeiro chute na canela de quem se preocupa com o futuro do futebol brasileiro. Pois o preço é um dos fatores mais relevantes para o afastamento do torcedor dos estádios e, sem o torcedor, que futuro pode ter o esporte? O relatório analisou o preço dos ingressos mais baratos. Continue lendo em A Zona de Desconforto

“Cachaça” vira marca brasileira nos EUA

O Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac) confirmou que começa a valer nesta quinta-feira 11 nos Estados Unidos o uso do termo “cachaça” como referência exclusiva à bebida com origem brasileira e seguindo padrões estabelecidos pela entidade. Até então, muitos americanos conheciam mais a caipirinha que a própria cachaça, chamada por eles de “Brazilian rum”. A negociação do Ibrac com o Alcohol and Tobacco Tax and Trade Bureau (TTB), entretanto, não foi fácil, vinha se arrastando por uma década e envolveu representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e Ministério das Relações Exteriores (MRE), além do Sebrae de Pernambuco, que custeou parte da contratação de advogados para acompanhar a questão nos EUA, a Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Conselho Empresarial Brasil-Estados Unidos (CEBEU), Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Brazil Industries Coalition (BIC), Câmara de Comércio Americana (AMCHAM) e Distilled Spirits Council of the United States, além de entidades brasileiras ligadas à produção de bebida. Meio & Mensagem

Axis demonstrará novas tecnologias de monitoramento em feira internacional de segurança

De 16 a 18 de abril, no Expo Center Norte – Pavilhão Vermelho – São Paulo, será realizada a  ISC Brasil 2013, Feira e Conferência Internacional de Segurança. Um dos destaques do evento será a presença da Axis Communications, líder de mercado em vídeo em rede e criadora da câmera IP. Em um espaço de 300m², a empresa montou três ambientes distintos que reproduzirão na prática como a tecnologia pode ser aliada no monitoramento – seja ele para fins de segurança ou gestão. O lobby de um aeroporto, um caixa eletrônico e um espaço com situações de luz extremas serão fielmente montados no local para exibir suas avançadas câmeras inteligentes que chegam agora ao Brasil. Continue lendo em A Zona de Desconforto

Carregador solar gera energia ao entrar em contato com o vidro

<p>	Flexível, o carregador converte a luz em eletricidade por meio de uma ventosa, que adere facilmente a portas e janelas translúcidas. | Foto: <a href=´http://www.quirky.com/products/137-Ray-Solar-Charger´ target=´_blank´>Divulgação</a></p>
O novo carregador converte a luz em eletricidade por meio de uma ventosa, que adere facilmente a portas e janelas translúcidas

Um carregador solar portátil ganhou destaque em um dos maiores sites internacionais de venda de inovações tecnológicas: batizado de Ray, o dispositivo possui uma ventosa que absorve as células solares encontradas nos vidros das janelas. A tecnologia pode ser aplicada em casa, no carro e até dentro dos aviões.

O carregador movido a energia solar não é uma invenção tão recente assim, mas o diferencial do dispositivo, criado por uma empresa independente, é conseguir transformar em eletricidade os raios de sol que incidem diretamente sobre qualquer tipo de vidro.

Flexível, o carregador converte a luz em eletricidade por meio de uma ventosa, que adere facilmente a portas e janelas translúcidas. Além disso, o Ray também vem com um suporte de apoio, que permite o direcionamento do aparelho para a parte do vidro em que os raios solares batem com mais intensidade naquele momento.

A energia é enviada para o gadget por meio de um cabo USB, que encaixa no suporte do carregador. Sendo assim, o dispositivo pode ser utilizado não só por celulares, mas também por tablets, notebooks e tocadores de mp3.

Nos últimos tempos, com o aumento das pesquisas em tecnologia verde e sustentabilidade, foram criados muitos carregadores que utilizam energias renováveis, porém nem todos os que se apropriam de energia solar têm sistemas aprimorados e podem ser usados de maneira versátil, diferentemente do Ray.

O site Quirky já comercializa o carregador sustentável, que pode ser adquirido por R$ 80 cada unidade. No entanto, um acordo estabelecido entre o site de vendas e o fabricante do Ray afirma que o dispositivo só entrará em produção depois que forem registradas duas mil encomendas na internet. Com informações doGreensavers.

Reproduzido do site Ciclo Vivo