Jinni arrecadou 5 milhões de dólares para implementar seu guia semântico de TV

A gente tem que se multiplicar para acompanhar a evolução dos negócios na era digital. Sinceramente, eu nem estava atento ao fato de existir uma ferramenta de busca e recomendação semântica para filmes e programas de tv. Pois existe, chama-se Jinni e já está na segunda rodada de capitalização.

O objetivo do Jinni é ajudar os usuários a encontrar os filmes e programas de tv que combinam melhor com seu estado de espírito e suas preferências pessoais. O serviço é essencialmente um guia de tv semântico já integrado com os catálogos das empresas Netflix, iTunes, Amazon e Hulu catalogs, e também aos guias eletrônicos das TVs.

Agora, acaba de completar o que chama de “Series B funding round”, obtendo 5 milhões de dólares da operadora de telecomunicações belga Belgacom, de uma fábrica de produtos ligados a TVs, que se manteve anônima, e da DFJ Tamir Fishman Ventures, que já investia na empresa.

Segundo o co-fundador e CEO do Jinni, Yosi Glick, “isso permite nos concentrar no que fazemos melhor: desenvolver um produto inovador e desenhado fundamentalmente para aperfeiçoar a experiência de entretenimento”. A infusão de dinheiro também ajudará o Jinni a se tornar multilíngüe.