Pesquisa da DMA indica que varejistas americanos estão desenvolvendo habilidades multicanal



Embora muitos varejistas tenham dominado a arte do marketing-direto-multicanal, muitos ainda são “aprendizes” quando se trata de integração de canais – uma afirmação do relatório “Channel Integration and Benchmarks in the Retail Industry”, publicado pela Direct Marketing Association (DMA).


Dividido em quarto capítulos (Perfil dos Respondentes, Receita de Marketing e ROI, Marketing Direto na Indústria de Varejo, e Integração Multicanal), o relatório explora as tendências em gastos e resultados por canal; a integração dos canais de venda com funções e operações de marketing direto; e o uso de dados pessoais para segmentação, aquisição e retenção de consumidores.


“Este relatório da DMA apresenta tanto a popularidade de cada prática de marketing direto, medida pelo percentual de respondentes que as usam, como sua sua efetividade, medida pela força do ROI”, diz Eugenia Steingold, Ph.D., DMA Senior Research Manager e a redatora-chefe do relatório. “A conclusão do relatório é muito clara. Para serem bem sucedidos, os varejistas precisam unir e sincronizar todos os canais em termos de mensagem de marca consistente, timing, criatividade nas promoções, programas de fidelidade e entrega.”


As descobertas-chave do relatório incluem:



  • Descontos ainda são os “programas de fidelidade” mais populares, com 80 por cento dos respondentes usando-os.

  • 41 por cento dos respondentes da pesquisa não têm lojas físicas.

  • Os websites são os canais de marketing direto mais usados, seguidos por email e mala direta.

  • Mobile é o canal de marketing direto que os varejistas estão menos dispostos a usar.

  • 66 por cento dos respondentes reúnem informação sobre o consumidor através de malas diretas, e 65 por cento, através da internet.

  • Cerca de  83 por cento dos respondentes segmentam seus consumidores baseados em fatores demográficos, 77 por cento baseados na freqüência de compra e 76 por cento nos produtos comprados.

  • Apenas 33 percent dos respondentes oferecem pedidos de compra multicanal.

  • Lojas físicas (20 por cento) e websites (22 por cento) produziram os mais altos níveis de receita em 2007.

O ‘survey’ foi conduzido via Internet em novembro de 2007, com a participação de 101 varejistas. O relatório pode ser adquirido neste endereço: http://imis.the-dma.org/bookstore/ProductSingle.cfm?p=0D44037B|745FA5CEAB4B41B49286AEC9C8FFC839

 


(fonte: Colloquy Market Alert – livre-tradução minha)