Pesquisa sobre plataformas móveis em ambientes empresariais: instantâneo ou tendência?

Explico. A Apple aparece na frente tanto em preferência pessoal, mas aí praticamente empatada com o Android, como entre as que estão efetivamente em operação. Minha questão é se isso reflete o pioneirismo daquela ou se trata de uma tendência consolidada. A matéria abaixo, do Adnews, não responde isso; a pesquisa, provavelmente, também não. E vocês o que acham?

Apple é a plataforma móvel preferida no ambiente empresarial

Em pesquisa encomendada pelo Grupo Educacional Impacta Tecnologia à empresa MBI Mayer&Bunge Informática, foi analisado o uso empresarial de plataformas móveis. O estudo, que foi realizado em setembro de 2011, e contou com 122 participantes de 114 empresas diferentes, teve como público alvo profissionais de TI e executivos da área de tecnologia que atuam em grandes e médias empresas usuárias de TI e/ou do próprio setor de TI.


Em relação à preferência pessoal de plataformas móveis, Google Android e Apple se mostraram praticamente empatadas na opinião dos entrevistados, com 63,9% e 63,1%, respectivamente. Na sequência aparecem Windows Mobile (36,1%), Blackberry (24,6%) e Java MicroEdition (12,3%). Outras plataformas como Symbian, webOS e Palm aparecem em porcentagem muito baixa (5%). Para 9% dos entrevistados o aplicativo é mais importante que a plataforma.

O resultado é diferente quando questiona-se quais plataformas estão efetivamente em operação nas empresas onde os entrevistados trabalham. A plataforma da  Apple (Iphone/Ipad) aparece em primeiro lugar, com 39,3%. Em segundo lugar está o Windows Mobile com 36,9%,  em terceiro lugar vem a Blackberry com 32,8%, e na quarta posição aparece o Google Android com 23%.

Constatou-se que a Blackberry possui boa presença nas empresas, mas como não é uma das preferidas, deve perder participação ao longo do tempo. O contrário acontece com o Google Android, que tem índice de preferência muito superior ao uso efetivo nas empresas e, por isso, pode-se supor que sua participação no mercado tende a crescer.

Tempo de utilização dos aplicativos corporativos

De acordo com o estudo, 23,8% dos entrevistados adotaram os aplicativos corporativos somente no último ano; 17,2% utilizam os aplicativos entre um e três anos e 14,8% utilizam os aplicativos entre três e cinco anos. A soma dos que pretendem adotar plataformas móveis em um futuro próximo ou distante é de 16,4%, o que em outras palavras, revela que este é o espaço disponível para o crescimento da tecnologia. Conclui-se que os novos projetos de adoção de soluções móveis consistirão na substituição de aplicativos ou plataformas já em uso.