Quais são as torcidas mais fanáticas do Brasil? E outras questões

Quem são os mais fanáticos do Brasil?

Estrutura abastece 400 lâmpadas LED e se integra a um sistema que produz energia para um prédio.
Esta calçada abastece 400 lâmpadas LED e se integra a um sistema que produz energia para um prédio. Leia abaixo

A PLURI Consultoria tem divulgado várias pesquisas sobre o universo do futebol brasileiro. Uma das mensurações que realizou recentemente apresenta o resultado da distribuição das torcidas de acordo com o grau de envolvimento dos torcedores. Na prática, perguntou-se aos entrevistados como ele se enxergava em relação ao time do coração, dando a opção de se classificar dentro de quatro opções: FANÁTICO, TORCEDOR, SIMPATIZANTE ou INDIFERENTE, em resposta única e só respondida por aqueles que se disseram torcedores de algum time. Eis alguns dados interessantes:

1. Considerando o Total dos torcedores Brasileiros, cerca de 12% se definem como
“Fanáticos”, enquanto que mais da metade (53%) se enxergam como “Torcedores”. Por
outro lado, 17% se classificam como “Simpatizantes” e 18% como “Indiferentes”. Ou seja,
65% do total podem ser classificados como “Engajados” (Fanáticos + Torcedores),
enquanto 35% se enquadram como “Descomprometidos” (Simpatizantes +
INDIFERENTES), uma relação de 1,9 Engajados para cada Descomprometido (Índice de
engajamento = 1,9).

2. Considerando o Total dos torcedores Brasileiros, cerca de 12% se definem como “Fanáticos”, enquanto que mais da metade (53%) se enxergam como “Torcedores”. Por outro lado, 17% se classificam como “Simpatizantes” e 18% como “Indiferentes”. Ou seja, 65% do total podem ser classificados como “Engajados” (Fanáticos + Torcedores), enquanto 35% se enquadram como “Descomprometidos” (Simpatizantes + INDIFERENTES), uma relação de 1,9 Engajados para cada Descomprometido (Índice de engajamento = 1,9). Em seguida aparece o arquirrival INTERNACIONAL, com 19,4% de torcedores Fanáticos, um exército de 1,2 milhão de colorados. O clube também possui o segundo menor contingente de torcedores indiferentes, 8,2% do total.  Na sequência aparecem o ATLÉTICO MINEIRO, com 17,2% do total de sua torcida se auto definindo como Fanática, e o SANTA CRUZ, com 16,3%.

3. Do ponto de vista absoluto, o FLAMENGO é o clube Brasileiro com o maior número de Fanáticos. Dono da maior torcida do Brasil, o clube carioca possui cerca de 30,3 milhões de torcedores, dos quais 3,9 milhões de FANÁTICOS, número que por si só garantiria o clube como a 11ª maior torcida do País, e equivale a 13% dos Torcedores Rubro Negros. Em seguida aparece o CORINTHIANS, com 3,7 milhões de Fanáticos, equivalente a 14% do total de
26,1 milhões de Corinthianos espalhados pelo País. Na terceira Posição aparece o GRÊMIO com 1,6 milhões de Fanáticos, número superior a São Paulo, Palmeiras e Vasco, que possuem torcidas maiores do que o time Gaúcho.

Fonte: Pluri Consultoria (quem quiser receber o relatório, envie email para [email protected])

The First Club lança site inteiramente responsivo

Duas tendências que se unem: premiação digital instantânea e design responsivo. No primeiro caso, a empresa anglo-americana TheFirst Club está na dianteira, oferecendo mais de 40 milhões de opções de downloads – músicas, vídeos, softwares, ebooks, etc. – para programas de fidelidade e ações promocionais (inclusive no Brasil). Do outro, o conceito de responsive design é, sem dúvida, a resposta às necessidades dos consumidores, que querem ver seus saldos e resgatar seus prêmios em qualquer plataforma. Através do novo site “white label” do TFC, www.thefirstclub.com, desenhado inteiramente em responsive design, os usuários dos programas podem visualizar perfeitamente os catálogos e, logo, poderão baixar os prêmios diretamente de seus smartphones. Segundo Anthony Chambers, head of Development do The First Club, “estamos trabalhando há algum tempo no Responsive Design Project e muito animados com a reação dos usuários ao upgrade. Mobile é uma tendência crescente na indústria de tecnologia de consumo, e estamos felizes de poder responder às necessidades dos consumidores através da implementação de mais tecnologia de ponta.” Portal Abemd

Calçada capaz de gerar energia solar é instalada nos EUA

Um grupo de estudantes do Instituto Solar da Universidade George Washington e os arquitetos norte-americanos do Studio39 desenvolveram o Solar Walk, um pavimento sensível que transforma os raios de sol em energia. Composta por painéis fotovoltaicos, a nova calçada é resistente, não oferece riscos aos pedestres e ainda pode gerar até 400 watts de eletricidade. Composta por 27 placas solares semitranslúcidas instaladas no chão, a calçada, com pouco mais de nove metros, é capaz de fornecer eletricidade a um sistema de 450 lâmpadas LED instaladas debaixo do passeio público, e, no final de sua extensão, a estrutura se liga a um sistema que gera energia suficiente para abastecer o Innovation Hall, importante edifício da universidade. A solução em mobilidade urbana para pedestres, que também é fonte interminável de geração de energia limpa, foi instalada no campus de ciência e inovação da universidade, localizada no estado norte-americano de Virginia. Segundo o site Gizmag, os painéis foram construídos pela empresa Onyx Solar, com a cor cinza e aparência semelhante à do cimento. A estrutura é totalmente segura, e não transmite calor aos pedestres, mesmo durante os picos de geração de eletricidade. Com a apresentação e o patenteamento da calçada geradora de energia solar na universidade norte-americana, a expectativa é que as autoridades públicas e a construção civil inspirem-se na instalação, ampliando o eixo de aplicações de energias renováveis ao redor do mundo. Esta não é a primeira experiência de tecnologia verde com os pavimentos instalados nas cidades: conforme informamos em junho deste ano, foi criado na Holanda um asfalto especial, capaz de absorver a poluição do ar. Fonte: CicloVivo

Twitter aperfeiçoa a oferta de anúncios

As empresas agora poderão programar quando os seus anúncios aparecem no Twitter com até um ano de antecedência graças a um novo recurso da rede social. Aparentemente, é mais um movimento do microblogging na preparação para sua oferta pública inicial. O Financial Times relata também que a recente aquisição da MoPub deu ao Twitter a possibilidade de lançar um “Interest Graph”, no qual os usuários poderão ver anúncios relacionados com as empresas que eles seguem e as palavras que os usuários tuitam nos sites onde apareçam anúncios da MoPub. Portal Abemd