Tecnologia japonesa permite carregar pilhas com whisky, suco e até mesmo urina

Ciclo Vivo:

Conhecidas como NoPoPo Battery (non-pollution power), as pilhas funcionam simplesmente inserindo um líquido na parte interna da bateria, com auxílio de uma espécie de seringa, que vem junto com a embalagem.

De acordo com o fabricante, uma pilha NoPoPo AA pode fazer funcionar uma lanterna de mão pequena por até 20 horas. Curiosamente, essas baterias funcionam com líquidos como: água, cerveja, whisky, refrigerante, sucos, e até mesmo, segundo os fabricantes, saliva e urina.

As pilhas NoPoPo Battery funcionam simplesmente inserindo líquido na base. Os líquidos variam, mas os fabricantes dizem que eles podem funcionar até mesmo com urina.

Carregar a pilha é simples: basta sugar o líquido com o auxílio da pequena seringa (ou pipeta), empurrar o lacre com o próprio equipamento, e despejar o líquido na parte interna da bateria.

Dentro das baterias, uma mistura de carbono e magnésio reage com o líquido para produzir energia – cerca de 500 miliamperes-hora, no caso de uma pilha AA. Ao contrário das pilhas secas convencionais, as baterias NoPoPo não se deterioram em um curto período de tempo. Elas podem reter sua carga por até 20 anos, tornando-se ideais para situações de emergência. Porém, as pilhas só podem ser recarregadas de três a seis vezes ao longo de sua vida.

A bateria à base de líquido também é reciclável e não possui substâncias nocivas e metais pesados, tais como, mercúrio, chumbo ou cádmio, encontrados em pilhas convencionais, desta forma elas podem ser descartadas de maneira mais amigável ao meio ambiente.

Assim como fornecem energia para pequenos dispositivos, as baterias NoPoPo, que tem um 1/3 do peso de uma bateria comum, podem ser ligadas em série para gerar cargas maiores de energia.

As pilhas, fabricadas pela Aqua Power System Japan (APSJ), já estão à venda pela internet no site Japan Trend Shop e custam cerca de R$ 105,00. Com informações Acqua Power System.