Brasil começa o ano com mais de 3,2 bilhões de tentativas de ciberataques

País foi o que mais sofreu com crimes cibernéticos na América Latina durante o primeiro trimestre de 2021, seguido por México, Peru e Colômbia com 1 bilhão de tentativas cada

Dados da Fortine revelam que o Brasil sofreu mais de 3,2 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos no primeiro trimestre de 2021. O país lidera o ranking da América Latina, que contabilizou um total de 7 bilhões de tentativas durante o período. México, Peru e Colômbia aparecem empatados em segundo lugar com 1 bilhão de ataques cada.

Segundo o FortiGuard Labs, laboratório de inteligência de ameaças da empresa, que coleta e analisa incidentes de segurança cibernética diariamente em todo o mundo, nos meses de janeiro, fevereiro e março houve um aumento na distribuição de malware baseado na web, ataque em que o dispositivo de um usuário se torna infectado ao baixar ou instalar malware de um site ou anúncio malicioso.

Identificou-se, ainda, um aumento notável na utilização das redes sociais para esse crime. Uma vez comprometidos, os usuários compartilham mensagens com conteúdos nocivos aos seus contatos a partir dos seus perfis, sem terem conhecimento disso.