Cai confiabilidade das empresas, Google compra Fitbit, Wikipedia 20 anos

Edelman: confiabilidade das empresas caiu em 2021
Relatório aponta para um estado de “falência de informações”
O Edelman 2021 Trust Barometer descobriu  que a confiança do público em todas as categorias caiu no ano passado, com 59% dos consumidores globais confiando nas empresas para fazer a coisa certa, em comparação com 57% e 50% que dizem o mesmo sobre governo e mídia, respectivamente. O CEO da Edelman, Richard Edelman, afirma que o relatório aponta para um estado de “falência de informações”, à medida que os níveis de confiança nas fontes de notícias atingem níveis recordes e a maioria das pessoas acredita que o governo, a mídia e as empresas os estão enganando deliberadamente. Fonte: PRweek
Google conclui aquisição do Fitbit 

Empresa enfatiza que acordo tem a ver com dispositivos e não dados
Por mais de uma década, o Fitbit tem ajudado pessoas em todo o mundo a viver vidas mais saudáveis e ativas. Um claro pioneiro na indústria, Fitbit construiu uma comunidade vibrante de mais de 29 milhões de usuários ativos, criando incríveis dispositivos vestíveis e experiências de bem-estar imersivas. Na quinta, 14/1, o Google anunciou a aquisição do Fitbit, fazendo questão de afirmar que o acordo tem a ver com dispositivos e não dados. A empresa garante que protegerá a privacidade dos usuários do Fitbit, trabalhando com reguladores globais em uma abordagem que salvaguarda as expectativas de privacidade dos consumidores, incluindo uma série de compromissos vinculativos que confirmam que os dados de saúde e bem-estar dos usuários do Fitbit não serão usados para anúncios do Google e esses dados serão separados de outros dados de anúncios do Google. Também será mantido o acesso às APIs do Android que permitem que dispositivos como rastreadores de fitness e relógios inteligentes interajam com smartphones Android e os usuários do Fitbit continuarão podendo optar por se conectar a serviços de terceiros para que ainda possam sincronizar seus aplicativos favoritos de saúde e fitness com sua conta do Fitbit. Fonte: The Keyword 
Wikipedia completa 20 anos 
Possui atualmente 55 milhões de artigos em 300 idiomas
O que começou como uma alternativa gratuita ao World Book e à Encyclopedia Britannica tornou-se um dos maiores repositórios de informações básicas e um testemunho do poder da web aberta. A Wikipedia estreou em 15 de janeirode 2001, como ideia de Jimmy Wales e Larry Sanger, que deram ao site seu nome, uma fusão entrewiki — derivado do havaiano para “rápido” e já em uso para se referir a uma família de sites editáveis pelo usuário — e enciclopédia. A Wikipedia possui atualmente 55 milhões de artigos em 300 idiomas. Aproximadamente 89% dos artigos estão em outros idiomas além do inglês. Mais de 280.000 voluntários ajudam a adicionar conteúdo ao site e mantê-lo atualizado. A Wikipedia é editada 350 vezes por minuto, é acessada por 1,5 bilhão de dispositivos únicos todos os meses e lida mais de 15 bilhões de vezes por mês. É apoiada por quase 7 milhões de doadores, cada um doando cerca de US$ 15 em média. Em um mundo onde fatos básicos costumam ser objeto de desacordo partidário, a Wikipedia emergiu como o raro site de grande confiança em todas as linhas ideológicas e também é uma referência para preencher painéis de informações no Google e outras pesquisas importantes e sites de portal. Mas tem muitos pontos fracos notáveis, incluindo a falta de diversidade entre aqueles que editam as páginas. Isso se traduz em uma boa quantidade de pontos cegos, especialmente para pessoas de cor, pessoas trans e aqueles de outros grupos sub-representados. E, embora geralmente seja uma fonte confiável de informações sobre muitos tópicos, pode não ser confiável a qualquer momento sobre qualquer tópico. Sua maior virtude — que qualquer um pode editá-lo — também pode ser sua maior fraqueza. Fonte: Axios