Procon-SP lança informativo sobre a Lei Geral de Proteção de Dados

Material traz informações sobre o que prevê a lei e os direitos do consumidor no tratamento de seus dados pessoais
A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em 18/9/2020 para disciplinar as regras sobre o tratamento e armazenamento de dados pessoais e restabelecer ao titular desses dados o controle de suas informações. Cumprindo o papel de levar conhecimento e orientação aos consumidores para o pleno exercício da cidadania, o Procon-SP preparou um material sobre o tema com destaque para os principais pontos dessa legislação. Diariamente passamos por situações que envolvem informar nossos dados pessoais, por exemplo, o preenchimento de um cadastro para uma compra, fornecimento do CPF para obter um desconto, os registros de navegação de sites, nossos perfis nas redes sociais, todas essas são informações que nos identificam. O objetivo da LGPD – Lei Federal 13.709 – não é eliminar a coleta e o compartilhamento, mas proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade.
O informativo dá orientações sobre a quem se aplica a LGPD; sobre o que são dados pessoais, dados pessoais sensíveis e dados anonimizados; sobre o tratamento dos dados pessoais – coleta, utilização, transmissão, processamento, compartilhamento, arquivamento, até eliminação ou exclusão – e as circunstâncias em que é obrigatório haver o consentimento do titular dos dados. Há também informações sobre os direitos do consumidor com relação ao tratamento dos dados: confirmação da existência do tratamento e acesso aos dados; correção de dados incompletos, inexatos ou desatualizados; bloqueio ou eliminação de dados desnecessários, excessivos ou em desacordo com a lei, entre outros.
Material pode ser baixado neste endereço: https://www.procon.sp.gov.br/wp-content/uploads/2020/12/Cartilha-LGPD-2020-L.pdf
Brasileiros superam americanos no uso de aplicativos e tempo de uso de smartphones
Tem crescido a busca por bots que acarretem valor agregado ao serviços dos clientes, como acessibilidade pelo uso da voz
Os dados de uma pesquisa recente encomendada pela Digital Turbine, mostram que os brasileiros superaram os norte-americanos em adoção de aplicativos e tempo de uso de smartphones, além de comprar mais telefones celulares do que eles. Para as marcas, o desafio na comunicação continua, e a busca por experiências positivas e memoráveis para os clientes cresce a cada dia. O comportamento dos clientes eleva a procura por soluções que melhorem a jornada de experiência com a marca, e o os chatbots, que fazem uso de IA, também têm um papel importante nesse processo. Os assistentes virtuais são ferramentas importantes para aumentar a retenção de clientes, reduzir gastos, proporcionar atendimento personalizado, ágil e 24×7, e isso tudo ajuda a melhorar a satisfação do consumidor. Neste sentido, tem crescido a busca por bots que acarretem valor agregado ao serviços dos clientes, promovem acessibilidade pelo uso da voz (a pessoas que não sabem ler, por exemplo), entre outros benefícios que otimizam a vida dos usuários.