Segurança de dados: o essencial que ninguém vê

Autora convidada: Carol Lagoa, co-fundadora da Witec IT Solutions e da Falando em Nuvem. Especialista em segurança de dados e presidente da Comissão de Privacidade e Proteção de Dados da OAB Santos

A informação representa um dos bens mais preciosos destes tempos modernos e, no contexto empresarial, não poderia ser diferente. Diante disso, garantir a segurança de dados corporativos tornou-se urgente.

Assim, a pergunta que sempre faço é se as empresas sabem como preservar as informações internas e, principalmente, dos seus clientes? Com a LGPD , o vazamento de dados passou a ser abordado com muito mais critério , de forma que a sua ocorrência pode ser penalizada, trazendo sérios prejuízos ao empresariado.

Para melhor entendimento do tema, elenquei quatro importantes pontos relacionando ao tema:

Segurança de dados e sua importância

Como visto, a informação é um dos recursos mais valiosos que pessoas e empresas podem ter nos dias de hoje, e grande parte dos dados (tanto pessoais como corporativos) se encontra no meio virtual.

É por isso que a segurança de dados vem se mostrando tão importante. Afinal, ela protege a informação que circula pelos computadores e dispositivos móveis.

Em um mercado cada vez mais competitivo, é importantíssimo proteger os dados da companhia da concorrência e, mais que isso, mantê-los à disposição, de forma segura, para consulta e também para a manutenção do relacionamento com o cliente.

A segurança de dados nas empresas abrange tudo o que envolve a proteção de informações de pessoas físicas e jurídicas por meio de técnicas e ferramentas.

Ela está fundamentada nos seguintes princípios:

• Confidencialidade: garante que o acesso aos dados da organização seja restrito às pessoas autorizadas;

• Autenticidade e integridade: preservam as características originais das informações, impedindo que elas sofram alterações – seja por descuido de um colaborador ou por ataques de hackers;

Vale lembrar que, dependendo das transformações que forem feitas nos documentos, como a mudança de valores previamente registrados, a empresa pode se ver diante de enormes prejuízos.

Segurança de dados na prática

Para garantir que os dados da sua empresa não sejam roubados, repassados e adulterados, é importante contratar um serviço de TI que ofereça soluções em segurança.

Nesse sentido, fique atento se a prestadora funciona 24 horas por dia, sete dias por semana e dispõe de uma equipe especializada, que irá assegurar a máxima segurança dos dados.

Tendo isso em mente, será possível promover a segurança de dados em seu empreendimento, por meio das práticas seguintes práticas:

• Digitalizando os documentos da empresa – Em um passado nem tão distante, as informações de extrema importância das empresas eram acumuladas em documentos em papel. Essa atitude ficou ultrapassada e digitalizar os documentos a substituiu. Detalhe: essa digitalização está diretamente relacionada aos pilares da segurança da informação. Afinal, os dados passam a contar com o sigilo, estão sempre facilmente disponíveis aos usuários autorizados e dificilmente são perdidos de maneira irreversível.

• Usando a Cloud Computing – O serviço de armazenamento na nuvem – também chamado de Cloud Computing – tem se mostrado como a alternativa mais segura e prática para informações sigilosas e estratégicas. Além disso, esse serviço está disponível para qualquer empresa, a um preço acessível e praticamente sem custos de manutenção. Por fim, permite que os dados da empresa sejam acessados de qualquer lugar a partir dos mais diversos dispositivos com acesso à Internet, desde que o usuário tenha autorização para tal.

• Promovendo treinamentos de pessoal – Quando o assunto é segurança de dados, muitas empresas se preocupam apenas em capacitar as equipes de TI, mas e os profissionais que lidam diariamente com uma quantidade absurda de dados, como os de RH? Os gestores não podem negligenciá-los nesse sentido. Por isso, é necessário que todos esses colaboradores passem por algum tipo de treinamento de cibersegurança.

• Criando senhas mais complexas – De que adianta digitalizar os documentos da empresa e arquivá-los na nuvem se não houver o cuidado de criar senhas complexas e atualizá-las com certa frequência. O ideal é que o próprio sistema barre o acesso dos usuários que não fizerem a atualização obrigatória.

• Utilizando aplicativos de segurança – Contar com um bom pacote de aplicativos de segurança é uma ótima opção para garantir a segurança de dados do seu empreendimento. Nesse sentido, é preciso adotar um antivírus eficiente, ter um bom firewall e, principalmente, manter-se atento às novidades tecnológicas que podem beneficiar essa área.

Fique em dia com a LGPD

O investimento em cibersegurança muitas vezes é subestimado, principalmente porque ele não é muito notado pelos clientes. Porém, a Lei Geral de Proteção de Dados, em vigor desde setembro de 2020 , exige uma nova postura das empresas com relação ao tratamento de dados dos consumidores.

Então, utilizando as práticas citadas no tópico anterior, as organizações deverão controlar rigorosamente o que é feito com as informações de cada cliente.

Isso porque o não cumprimento das regras abordadas na LGPD pode acarretar sérios prejuízos para as empresas, como medidas corretivas, multa de até 2% do faturamento da empresa e até proibição de continuar exercendo as atividades.

Benefícios trazidos pela segurança de dados

Antes de finalizar é importante listar os principais benefícios possibilitados pelo investimento em segurança de dados. Veja só:

• Fortalecimento dos sistemas corporativos, evitando ações de hackers e fraudes;

• Mais segurança às transações financeiras;

• Maior competitividade;

• Mudança de cultura voltada para a melhoria contínua das atividades;

• Longevidade à marca.