Ozires Silva: crise é para os outros!

0
15



No último dia 25 de novembro, durante o VII Encontro com Presidentes da Revista CLIENTE S.A. tive a satisfação de, mais uma vez, acompanhar uma palestra do eterno presidente Ozires Silva.


 


“Crise é para os outros. Para nós, essa é uma grande oportunidade!”


 


Essa foi uma de suas afirmações durante o evento. Ozires é um daqueles brasileiros que nos enche de orgulho. E de esperança! A sua postura é inspiradora para qualquer pessoa que tenha alguma dúvida em relação ao futuro de nosso país.


 


É absolutamente incrível como ele consegue transmitir uma energia tão positiva apenas com a sua presença. Sempre com uma opinião transparente, exalando atitude por todos os poros. Fala com propriedade sobre vários assuntos, polêmicos ou não.


 


Ozires dispensa apresentações, mas vale a pena sempre relembrar a trajetória de um dos maiores executivos do país. Como ele mesmo contou, era um menino de família simples, nascido e criado em Baurú, no interior de São Paulo. Quando olhava para o céu, se perguntava: “por que todos os aviões são estrangeiros?”


 


Sem imaginar que se tornaria uma figura tão importante para a aviação brasileira, ingressou na Força Aérea Brasileira e fez engenharia no ITA. Trabalhou no Centro Aeroespacial e assumiu o Departamento de Aeronaves que, durante a sua gestão, iniciou o projeto do avião Bandeirante. Mestre em Ciências Aeronáuticas pela CalTech na California (EUA), participou da criação da EMBRAER, empresa que presidiu desde a sua criação, em 1970, até meados de 1986. Retornou em 1992 para conduzir o processo de privatização da empresa, no final de 1994.


 


“A minha estratégia de convencimento do governo para privatizar a EMBRAER contava com o apoio de uma comunidade de funcionários. Conseguimos mais de 1 milhão de assinaturas a favor, levamos ao congresso nacional, e depois ao presidente. Foi um processo longo e desgastante, mas valeu a pena”, contou Ozires durante sua palestra.


 


Para quem não sabe, a EMBRAER é hoje a terceira maior fabricante de aviões comerciais do mundo. Por isso, Mario Marchetti, do WTC Clube de Negócios, e que coordenava o painel, fez uma brincadeira: “se Santos Dumont é o pai da aviação, com certeza Ozires Silva é a mãe.”


 


Mas Ozires fez muito mais pelo Brasil. Foi presidente da PETROBRAS e da VARIG, e Ministro da Infra-Estrutura em 1990. E continua fazendo, já que hoje preside vários conselhos administrativos, como WTC, Odontoprev, a empresa de biotecnologia  PeleNova (sua “menina dos olhos”), entre várias outras.


 


No que diz respeito ao CLUBE DO LIVRO, criticou o nosso principal livro – a Constituição Brasileira, que limita o poder do povo. “Já no início do texto, encontramos que todo poder emana do povo, exercido pelos seus representantes eleitos nos termos desta constituição. Isso é um absurdo. O cidadão brasileiro é que deveria ser o verdadeiro dono deste país”, comentou indignado.


 


Ele contou ainda que em 1998, a pedido do Governo Chinês, Peter Drucker formou um Conselho de Desenvolvimento da China, com um representante de cada continente. E convidou Ozires Silva para fazer parte deste grupo seleto de intelectuais. Com certeza, ele deu a sua contribuição para a explosão da economia chinesa no mercado mundial.


 


Como se não bastasse, ele ainda escreveu vários livros. Eu vou destacar “A Decolagem de um Sonho – A históra da criação da Embraer“, que li a terceira edição de 2002, com prefácio de Delfim  Neto. No início do ano, este livro ganhou uma nova edição reformulada com o nome “A Decolagem de um Grande Sonho“.


 


Recomendo também “Cartas a um Jovem Empreendedor: Realize seu Sonho. Vale a Pena“, um livro que fala sobre inovação, criatividade, trabalho em equipe, organização e a necessidade de buscar a eficiência máxima com o menor custo possível. Recentemente, Ozires lançou “Nas Asas da Educação – a trajetória da Embraer“, o qual ainda não tive a oportunidade de ler, mas que está na minha lista.


 


Afinal, ele consegue combinar, com muito equilíbrio, a sua veia de empreendedor com a visão empresarial dos grandes executivos. Um habilidade raríssima no mercado mundial. Por isso, Ozires Silva acredita que a educação é o grande diferencial de um povo. E nos deixou um dever de casa: o último artigo do mestre Peter Drucker, “As árvores não crescem até o céu.”


 


Vale a pena conferir a dica de um grande mestre.


 


Um abraço,


 


Marco Barcellos


Atual Diretor Sênior para América Latina pela TALKDESK. Fundador da agência Market 21, atuou em empresas como Cisco, Avaya, AES Eletronet, Nortel, Bay Networks e Wellfleet, além do grupo Algar. Mestre em Administração pela FGV-SP, além de graduado em Engenharia Eletrônica, com pós-graduação em Administração de Marketing e em Gestão Estratégica de RH. Atuou também como professor de Marketing Internacional na UNIP.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCriação da Algar Tecnologia
Próximo artigoSoftium anuncia estratégias para 2009