Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Por que você está desempregado? Mude o foco

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



“Em time que está ganhando, não se mexe” (apesar de que sempre podemos melhorar). E o que fazer quando o time está perdendo?

Excetuando os motivos externos que interferem e dificultam a recolocação no mercado de trabalho, o que você pode fazer por si mesmo em prol de sua evolução profissional?


Já avaliou os diversos lados da questão e considerou todas as alternativas?


Sugiro que analise de maneira crítica, os seguintes aspectos:




  • Qual o significado de sucesso ou realização profissional para você? Será que realmente, está procurando algo que te fará feliz ou está em busca apenas de status ou convenção?



  • O que te motiva num emprego: ambiente de trabalho, plano de carreira, ter um líder presente e participativo, ter seu trabalho reconhecido, política de salário, porte da empresa, benefícios, facilidade de acesso ou fazer o que gosta? Sua motivação pode depender de todos esses aspectos, mas a intenção é avaliar o peso de cada um.



  • Sua conduta de comportamento dentro da empresa (na atual e em todas as anteriores). Manteve ou mantém postura prestadia, disponível, solícita? Ou é tão transparente que chega a demonstrar má vontade, desânimo, desmotivação?



  • Como classifica a qualidade de seu Relacionamento Interpessoal? Você tem carisma? Seu perfil é mais diplomático ou mais reativo? Costuma dar feedback ao outro? Sugiro a leitura do artigo “A importância de dar e receber feedback nas relações interpessoais”. (Trecho O feedback na Vida Pessoal)
    http://www.blogclientesa.clientesa.com.br/blogdabolsa/?artID=1011



  • Você é Empregável? Se constatou que não, tende a investir em sua Empregabilidade? Acompanha as mudanças e a evolução dos tempos ou defende a frase “Sempre fiz dessa maneira e sempre deu certo”?



  • Tem o hábito da leitura, o qual te abre portas para outros mundos e te traz novas aquisições? Se não, comece a exercitar com gibis, livros finos ou revistas segmentadas. O importante é que os assuntos sejam de seu interesse. Para quem diz que não tem paciência, a leitura é uma oportunidade para praticar a concentração e ao mesmo tempo, minimizar a ansiedade.



  • Como é sua relação com figuras de autoridade (Pais, Professores, Chefes)? Sabe seguir instruções e acatar regras? Ou sempre reclama e resiste a cada nova ordem? Seu trabalho flui ou empaca? Por quê?



  • É resistente a críticas ou as usa em prol de seu amadurecimento pessoal? É capaz de refletir sobre suas atitudes e sobre o que as motivou? Consegue equilibrar as doses de indulgência consigo mesmo ou se mostra autocrítico em excesso?



  • Tende à teimosia e à rigidez ou à flexibilidade? Como anda sua resiliência? “Vara que não enverga, quebra”.



  • Conhece bem as práticas de mercado de sua profissão? E as ações da concorrência? Já conversou com seus colegas de profissão que estão empregados a fim de saber o que e como estão agindo na empresa, atualmente? Que ferramentas estão utilizando? Que feiras temáticas ou eventos estão frequentando? Quem são os profissionais renomados no momento, em sua área?




  • Está inteirado sobre as novidades da Tecnologia empregada em sua área de atuação?



  • Tem capacidade de adaptação? Percebe-se a si mesmo com condição emocional de se recuperar após uma mudança brusca de cenário? Toda mudança (mesmo que para melhor) gera crise; crise gera crescimento. As mudanças são constantes.



  • É individualista no dia-a-dia ou se sente melhor entre outros? Quais são seus preconceitos? Saber lidar com a diversidade é um diferencial indispensável.



  • Consegue discernir se você é determinado ou se está insistindo em algum objetivo desgastado? Patina em ideias fixas ou faz reavaliação de suas metas com frequência?



  • Já fez um planejamento de sua carreira? Avaliou por quais caminhos percorreu até hoje, por onde quer seguir e em que ponto quer chegar? Apresenta condições de alcançar seus objetivos, julgando-se realista ou é utópico? Seus sonhos ficam no campo das ideias ou consegue colocar em prática, seu potencial de realização?



  • Faz o estilo mais acomodado ou tem espírito empreendedor? Já experimentou aplicar seus conhecimentos como consultor autônomo? Há muito campo para consultoria, que cresce a cada dia. Ou está enredado à ilusão da estabilidade do emprego CLT?



  • Seu currículo profissional está atualizado? É atrativo ao mercado, denota seu potencial? Ou depõe contra você?



  • É capaz de listar mais de dez qualidades suas, sem pensar muito? Se não, já está atrasado para a busca e reconhecimento de suas potencialidades, a fim de evidenciá-las, tanto nos processos seletivos, quanto aproveitá-las em seu planejamento e direcionamento de carreira.



  • Contrataria a si mesmo? Se ficar na dúvida, está mais do que na hora de fazer uma análise mais aprofundada e identificar seus pontos fracos, ou seja, o que deve ser trabalhado e melhorado. Ou é adepto da afirmação: “Eu sou assim e não vou mudar”?

As respostas a todas essas questões te ajudarão a entender melhor seu momento atual e a traçar um plano de ação na direção pleiteada.


No mínimo, essa análise contribuirá para o conhecimento de si mesmo, consequente amadurecimento e elevação da auto-estima, a qual, na situação de desemprego, costuma ficar machucada e destruída.


Não se preocupe com o tempo que está desempregado, não fique contando os dias, meses, pois isso é um desserviço, já que te causará angústia, desânimo, desespero e roubará sua disposição para a busca do novo. Não olhe para trás, não seja escravo do passado, nem do sentimento de impotência gerado pelo desemprego.


Olhe para a frente e para cima! A vida é movimento e de sua ação de hoje, dependerá o resultado que receberá amanhã.


Invista seu tempo e energia em responder a essas perguntas para si mesmo. Preocupe-se em cuidar de você, do seu conteúdo, de seu Marketing Pessoal, de sua qualidade de vida, para que quando a oportunidade chegar, você esteja preparado!


Para quem não acessou, sugiro a leitura de um outro artigo meu: “Desafio: torne-se mais Resiliente” http://www.blogclientesa.clientesa.com.br/blogdabolsa/default.asp?blogiD=1128


Desejo que você descubra a força interior que tem para enfrentar ou contornar os obstáculos da vida e que consiga encontrar um caminho exitoso e quiçá, alternativo para a resolução dos conflitos.


“Tornando-se um consciente criador de escolhas, você começa a gerar ações revolucionárias para você.” (Deepak Chopra)



Abraços fraternos!



 

0 comentário em “Por que você está desempregado? Mude o foco”

  1. elianafolchini@yahoo.com.br'
    ELIANA FOLCHINI DE OLIVEIRA

    Adorei a forma didática com que a Fabiana abordou o assunto. Pois leva o leitor a pensar nas diversas hipóteses que são latentes no mercado e que muitas vezes esquecemos. Além do mais essa metodologia dialética funciona positivamente na auto-crítica.Parabéns !

  2. Fabiana,

    mais uma vez, Parabéns !!!

    Fantástica sua matéria, com várias dicas de como devemos nos comportar e agir hoje neste mercado tão competitivo.

    Imediatamente multipliquei aos meus colaboradores direto.

    At,

    Wagner Martins

  3. Oi Junior!

    Sim, todos temos pontos a serem trabalhados, mas o mais importante é termos ciência de nossas qualidades e potencialidades.

    Abraços!
    Fabiana

  4. Olá Wagner!

    Muito obrigada pelos elogios! Fico muito feliz que meu discurso tenha sido útil.

    Que ótimo! Continue multiplicando os artigos aos seus colaboradores, pois o conhecimento tem que ser compartilhado.

    Forte abraço!
    Fabiana

  5. caríssima Fabiana,
    Tenho buscado algumas dessas premissas de empregabilidade que norteou seu grandioso artigo, que será de muita valia para meu direcionamento em novos desafios. Obrigado.
    Samuel Farias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima