Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Além da organização: o papel do CRM na Indústria 5.0

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

A escolha dos melhores conjuntos de metodologias e soluções de gerenciamento de relacionamento com o cliente é o que vai pavimentar o caminho para negócios mais humanizados e focados na experiência

 Um novo momento na sociedade começa a se formar com a Indústria 5.0 — explicada pela união entre tecnologia e pessoas no desenvolvimento de atividades do dia a dia, sejam elas profissionais ou triviais da humanidade. “Estamos passando pela Indústria 4.0 em um movimento acelerado em direção ao próximo passo da Revolução Industrial. Na prática, isso demanda rapidez na adoção de soluções que impulsionam o negócio de maneira automatizada, mas também humanizada. Ou seja, ao mesmo tempo em que as melhores soluções tecnológicas são adotadas, é imprescindível que os profissionais, de agora e do futuro, se preparem para atuar nesse mundo em que as barreiras do físico e do digital inexistem”, explica Daves Souza, CEO da SysMap Solutions.

No que abrange a parte científica digital, um dos processos mais antigos e amplamente utilizados é o CRM (Customer Relationship Management, ou Gerenciamento de Relacionamento com o Cliente). Definido como uma estratégia de negócio que une soluções tecnológicas e métodos para alavancar o negócio com base na interação com o consumidor, o CRM faz parte da base de digitalização das empresas. 

Ainda que o assunto soe antigo dentre os diversos termos tecnológicos que surgem de tempos em tempos, as soluções de CRM estão em alta. O mercado alcançou um valor total de US$51,4 bilhões em 2021 e deve crescer 11,8% no período entre 2022 e 2027, alcançando um montante de US$103,1 bilhões, segundo projeções da pesquisa Customer Relationship Management (CRM) Market: Global Industry Trends, Share, Size, Growth, Opportunity and Forecast 2022-2027 desenvolvida pela Research and Market. 

A premissa do CRM envolve quatro tipos diferentes de abordagem, são elas o operacional, o analítico, o colaborativo e o estratégico, relacionando, geralmente, os times de vendas e marketing das empresas. Esses aspectos são essenciais para a transformação dos negócios que trilham os caminhos da Indústria 4.0 — que está acontecendo neste momento, em que os esforços ainda estão centralizados na conectividade. “O CRM é um tipo de solução que ajuda no fortalecimento das bases estruturais dos negócios, pois, ao organizar o histórico de interação de todos os pontos de contatos entre vendedor e cliente, cria uma base de dados importante para a empresa. A partir da coleta e análise desses dados, por exemplo, é possível traçar estratégias inteligentes para CXM (Customer Experience Management), por exemplo,” explica Souza. 

Para o CEO da empresa, é importante ter cuidado para não pular etapas que pavimentam o caminho para a adoção de parâmetros mais eficazes para o relacionamento com o cliente. Metodologias, soluções e ferramentas que ajudem a atender aos consumidores e a compreender as novas demandas são importantes no mundo automatizado e movido à dados. Mas é a união do conhecimento interno com a visão estratégica e operacional de profissionais de mercado, que vai conduzir a escolha das melhores opções para o negócio nos médio e longo prazos. 

“Vale destacar que, no jogo empresarial, cada organização possui um planejamento único. Não existe receita para o sucesso. O que existem são boas práticas, tecnologias e conhecimentos que, unidos ao olhar analítico e criativo dos empreendedores, formam e fortalecem novas oportunidades de negócios. O físico e o digital já estão conectados, esse é o momento de dar robustez aos pilares essenciais das empresas e seus profissionais, em prol do melhor gerenciamento e atendimento ao cliente”, finaliza Souza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima