Estudo aponta que 90% dos dados pessoais que circulam na web desrespeitam as leis de privacidade

Foram analisados milhares de sites de marcas e portais e apontou cenário negativo que pode colocar anunciantes em risco e aumentar o desperdício de verbas publicitárias

A privacidade de dados é uma das grandes questões atuais na mesa dos executivos de marketing e dos CEOs das grandes empresas, especialmente após a implementação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no Brasil. No entanto, o cenário atual ainda é baseado em milhões de dados pessoais circulando sem controle e obtidos de maneira não consensual pela internet.
A Global Data Bank (GDB) realizou um levantamento em 2.877 sites e atestou que cerca de 90% de todos os dados pessoais que trafegam na internet foram obtidos sem o consentimento do consumidor em compartilhar essas informações – e consequentemente, criam um cenário contrário às legislações vigentes e ao uso ético de informações sensíveis dos usuários.
“Precisamos encarar essa verdade inconveniente. Muitas das marcas que coletam e utilizam dados para publicidade estão violando as leis de privacidade do consumidor — e muitas vezes sem sequer saber disso. Boa parte desse problema podemos atribuir ao mercado de Data Providers onde, por anos, vendeu-se dados comportamentais de usuários, em formato de audiência, que jamais imaginaram que estavam sendo “negociados”, e nunca deram permissão para isso. Precisamos migrar urgentemente para um mundo em que os dados pessoais sejam protegidos, e reconhecer o problema é o primeiro passo para isso”, afirma John deTar, CEO da GDB.
Além das questões de privacidade, há um impacto negativo nos investimentos dos anunciantes, que desperdiçam dinheiro com anúncios que não são efetivos. Muitos clientes ainda se apoiam no uso de dados de terceiros, via utilização de cookies, para comprar mídia digital. Com o fim dos cookies, abre-se uma enorme oportunidade de veicular mídia digital usando tecnologias inovadoras que respeitam a privacidade do usuário, além de trazer transparência ao processo.