O canal para quem respira cliente.

São Paulo, Brasil - 28 de janeiro de 2022, 17:34

Cinco dicas valiosas para uma integração de dados bem-sucedida

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Autor convidado: Fabio Iamada, vice-presidente Financeiro e de Marketing da Orys, consultoria especializada em inteligência de dados

Cada vez mais, as empresas têm o grande desafio de integrar uma gigantesca quantidade de dados que são gerados diariamente. Diante desse volume crescente e com a responsabilidade de protegê-los, especialmente com o olhar atento para estar totalmente alinhado à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), quais os pontos-chave para ter uma conexão bem-sucedida?

Destaco aqui cinco dicas valiosas para tornar a integração de dados mais eficaz e eficiente para as empresas e instituições que sabem o quão importante é esse tema.

Para a largada, nada mais relevante e criterioso do que ter uma infraestrutura compatível. Certifique-se que as aplicações e ferramentas escolhidas estejam no mesmo ambiente de infraestrutura. Ou seja, se a sua aplicação estiver em nuvem, a solução também deverá estar na mesma nuvem. Aqui, não há nenhum segredo. Essa definição é de extrema importância.

Fazer um detalhado levantamento de requisitos é outra regra de ouro para assegurar que todas as necessidades tenham sido listadas e checadas para evitar retrabalho durante o desenvolvimento e na execução dos testes para garantir, assim, que nada escapou ou ficou de fora do projeto.

Sem dúvida, não pode faltar os recursos especializados. Como em toda e qualquer atividade, é primordial que o time escolhido para implementar tal projeto tenha domínio dos sistemas a serem integrados e, principalmente, o conhecimento aprofundado da ferramenta que fará parte dessa conexão em sua totalidade.

Metodologia do Projeto é a cereja do bolo para dimensionar de forma adequada o que será efetivamente construído, desenhado, estruturado. Evite atuar em concepção de grandes escopos. Fracionar em esquemas entregáveis, que se conectam ao projeto, dá a real visibilidade de sucesso deste planejamento. Por exemplo, adote metodologias ágeis, com divisão em ‘sprints’, acompanhamento diário, entre outros fatores nesse formato. A partir de equipes multidisciplinares, é possível também desmembrar os objetivos em algumas partes, permitindo corrigir alguma falha de forma rápida e efetiva. Você conseguirá ajustar a rota e seguir no prumo no menor tempo possível, sem arrastar o projeto por meses.

Para a finalização, certamente, sustentação e manutenção dão ao ciclo todo do projeto de integração de dados a dimensão exata de suas entregas. É importante que tenha um time dedicado nesta etapa acompanhando as execuções e fazendo os ajustes finos. Aqui, nada mais certeiro e assertivo que aplicar o Ciclo PDCA (Ciclo de Deming ou Ciclo de Shewhart), ferramenta de gestão que tem como objetivo promover a melhoria contínua dos processos por meio de um circuito de quatro ações: planejar fazer, conferir e agir. Agora, mãos à obra!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima