Alta de 6,5% nos títulos protestados em 2012

0
18



Houve aumento de 6,5% na quantidade de títulos protestados no acumulado do ano em relação ao mesmo período de 2011, segundo dados da Boa Vista Serviços. Para empresas o aumento foi de 11,4% e para as pessoas físicas o número de protestos caiu 1,4%. Em relação ao mês de julho deste ano, o número de protestos caiu 0,5% somando-se os protestos de pessoas físicas e jurídicas. Para as empresas, o decréscimo foi de 0,5% e para as pessoas físicas de 0,4%.

 

Na comparação com agosto de 2011, o total dos títulos protestados aumentou 0,5%. Houve aumento na quantidade de títulos protestados de empresas (5,6%) e queda na de pessoas físicas (-7,7%). O valor médio dos títulos protestados em agosto de 2012 foi de R$ 1.992 para pessoas físicas e de R$ 2.773 para pessoas jurídicas.

 

Números por regiões
Em agosto de 2012, os títulos protestados de empresas representam aproximadamente 65% do total dos protestos no País. Analisando regionalmente, no acumulado deste ano, o Centro-Oeste lidera o crescimento dos protestos, com 15,6% de novos registros nesse período, contra uma média nacional de 11,4%. A região sudeste continua a contribuir com a maior parcela dos títulos protestados no País (46%), seguida das regiões Sul (25,6%), Nordeste (15%), Centro-Oeste (8,5%) e Norte (4,9%).

 

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior o número de títulos protestados de pessoas jurídicas no Sudeste foi o que mais cresceu (9,1%). Na comparação mensal, a região apresentou queda de 1,4%. O maior valor médio dos títulos protestados em julho foi na região Norte (R$ 3.619), acima da média nacional para pessoa jurídica de R$ 2.773.