Ano de instabilidade

0
10

O cenário econômico enfraquecido pelo qual o país está passando causa muitos efeitos. Um deles é a crescente inadimplência. Depois de ter crescido fortemente em 2015, o número de pessoas endividadas deve continuar aumentando. Para Marcos Andrade, professor de economia da Universidade Mackenzie, o índice de inadimplência deve ser até maior esse ano. “O mercado prevê aumento gradual da inadimplência, motivado por um cenário. O segundo semestre pode atingir indicadores ainda mais elevados”, afirma.

A crise econômica é muito prejudicial para o indicador de inadimplência e isso acontece motivado por alguns fatores. Andrade comenta que, em 2016, os principais aspectos que devem levar ao aumento são as altas taxas de juros, a falta de financiamentos bancários e a economia recessiva. Além disso, o professor aponta duas questões que serão negativas para o mercado este ano: a falta de confiança dos empresários e a falta de transparência e estabilidade das ações dos poderes executivo e legislativo.

Já que a tendência é de que a inadimplência aumente em 2016, o mercado deve tomar algumas atitudes ao longo do ano. O professor de economia do Mackenzie comenta que se deve buscar alternativas em inovação e diversificação de produtos e atividades, para lidar com esse cenário.