Arrancada para a economia

0
2
Mesmo com o cenário econômico de 2015, com alta de taxas e juros e quedas nas vendas, o setor de consórcio de veículos se destacou no mercado como solução ideal, visto que não trabalha com juros e não é muito exigente na aprovação dos contratos. Um resultado que demonstra esse crescimento é o da Porto Seguro que, no último trimestre de 2014, totalizou R$ 53 milhões em receitas, representando aumento de 14%.
Segundo William Rachid, Superintendente da Porto Seguro Consórcio, o cenário deve ser positivo ao longo de 2015 em imóveis, também. “A restrição de crédito faz o mercado buscar alternativas, e assim como no setor automotivo, o segmento imobiliário começa a contabilizar negócios através das cartas de crédito, aproveitando o momento em que o preço dos imóveis registram menor índice de aumento, além dos descontos concedidos em boa parte dos empreendimentos”, diz.