Brasileiros em dívida

0
1
As famílias brasileiras comprometeram mais de 45% dos rendimentos com dívidas em agosto, segundo o último balanço do Banco Central. Na comparação com o mesmo mês do ano passado houve aumento de dois pontos percentuais.  Este foi o maior nível registrado desde o início da série, em janeiro de 2005. O número refere-se à comparação entre as dívidas das famílias com o Sistema Financeiro Nacional e os rendimentos acumulados nos últimos 12 meses.
Há oito anos, esse percentual correspondia a 18,39%, mas subiu gradualmente até ultrapassar 40% em março de 2011. Em um cenário como este, o Cadastro Positivo atua como uma importante ferramenta para proteger não só as empresas do calote, mas os próprios consumidores do superendividamento, segundo Laércio de Oliveira Pinto, diretor de Cadastro Positivo da Serasa Experian. “O Cadastro Positivo promove a expansão do crédito para os consumidores e micro e pequenas empresas de forma sustentável, com significativos ganhos em termos de custos e agilidade, para as concedentes e tomadores de crédito”, diz.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVerint fecha compra da Victrio
Próximo artigoTransações no mobile