O canal para quem respira cliente.

Cai percentual de cheques devolvidos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 1,98% em agosto de 2014, apresentando queda em relação ao mês anterior, quando a proporção foi de 2,15%, de acordo com a Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Os cheques devolvidos recuaram, assim como os cheques movimentados, exibindo variações negativas de 13,6% e 6,4%, respectivamente, o que contribuiu para a queda do índice no período.
Os dados da Boa Vista SCPC mostram que no acumulado em 2014, contra o mesmo período de 2013, os cheques devolvidos (segunda devolução) recuaram 8,6%, enquanto os cheques movimentados diminuíram 10,3%. Separando os cheques devolvidos de pessoas físicas e jurídicas, na mesma base de comparação, observamos que a devolução foi 11,0% menor para as pessoas físicas e 1,9% inferior para as pessoas jurídicas.
No acumulado do ano, o percentual de cheques devolvidos sobre os cheques movimentados atingiu 2,05%, ante 2,01% registrado no período equivalente em 2013.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cai percentual de cheques devolvidos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



Em janeiro de 2011, foram devolvidos 1,70% de cheques em todo o país, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. Foi o menor percentual registrado para o mês de janeiro desde 2005. No primeiro mês daquele ano, houve 1,53% de devoluções de cheques.


Segundo os economistas da Serasa Experian, essa menor taxa nos últimos seis anos, para o mês de janeiro, é ainda reflexo da evolução favorável do mercado de trabalho durante 2010. Apesar desta queda em janeiro, a atenção agora fica voltada para fevereiro e março, meses em que há maior pressão sobre o orçamento familiar, em razão do pagamento de impostos, como IPVA, IPTU e despesas escolares.


A mudança no hábito de pagamento do consumidor, substituindo o cheque pelo cartão de crédito, pode contribuir para novas quedas na devolução de cheques a partir de abril.


Em janeiro de 2011, Roraima foi o estado com o maior percentual de cheques devolvidos (11,38%). São Paulo, por sua vez, foi o estado com menor percentual (1,29%). Entre as regiões, a Norte foi a com maior percentual de devolução de cheques no primeiro mês do ano, com 3,80%. Na outra ponta do ranking está a Sudeste, com 1,39%.

 


 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima