Competição acirrada

0
24
O mercado de crédito consignado tem apresentado grande competitividade, especialmente devido à quantidade de agentes financeiros que ofertam esse tipo de crédito. Para Nelson Antônio de Souza, presidente interino do Banco do Nordeste, com a portabilidade de crédito em vigor, essa rivalidade tende a ser ainda maior. “Essa competitividade deve se acirrar ainda mais com o processo de portabilidade que permite a transferência das dívidas dos mutuários entre os bancos, com redução no custo das operações”, afirma.
A própria procura por crédito consignado tem sido significativa. Com oferta de custo mais baixo do que o crédito pessoal não consignado, cheque especial e cartão de crédito, muitas vezes é usado pelo consumidor para despesas de última hora, relacionadas à saúde, viagens e compras de bens duráveis. Segundo Souza, a tendência é que o crescimento dessa modalidade se mantenha, principalmente pelos benefícios que oferece. “O crédito consignado demonstra crescimento gradual e constante, e esta tendência deve persistir, principalmente pela grande oferta de recursos no mercado, a facilidade que o tomador do crédito tem em acessar esta modalidade de crédito e os custos reduzidos deste tipo de operação”, explica.
O presidente comenta também sobre os desafios e vantagens que esse mercado enfrenta. Para Nelson, um dos principais desafios está na melhoria contínua das ferramentas informatizadas para suporte ao processo de concessão desse tipo de empréstimos. No entanto, a vantagem está na segurança que esse processo oferece. “A principal vantagem para a empresa que oferta o crédito é a possibilidade de as prestações serem descontadas diretamente em folha, o que permite que sejam praticadas taxas de juros menores para este tipo de operação”, afirma.