Consumidor está mais inadimplente

0
3

O crescente endividamento nos últimos três anos e o descontrole do consumidor ao assumir novas dívidas fizeram com que a inadimplência registrasse alta de 19,1% no primeiro semestre de 2012, em comparação com igual período do ano passado, segundo o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor. Na relação anual, junho/2012 contra junho/2011, a inadimplência do consumidor apresentou crescimento de 15,4%. Já na comparação mensal, junho contra maio deste ano, o índice teve queda de 0,5%.
Segundo os economistas da Serasa Experian, a renda do consumidor está comprometida, principalmente com dívidas caras (cheque especial e rotativo do cartão de crédito) e de alto valor (veículos e imobiliárias), o que leva a um descontrole no gerenciamento da situação. Levantamento da Serasa Experian aponta que, em média, cada inadimplente carrega quatro dívidas não honradas e 60% dos inadimplentes têm dívidas acima de 100% de sua renda.
Ainda de acordo com os economistas, é importante destacar que o patamar da inadimplência poderia ser superior, mas a evolução da renda e o desemprego baixo estão atenuando este cenário.
Na decomposição do indicador, as dívidas não bancárias e as com os bancos foram as principais responsáveis pela alta do indicador no primeiro semestre, com variação de 21,6% e 22,1%, respectivamente, e contribuição de 8,6 p.p. e 10,9 p.p., respectivamente. Os títulos protestados também cresceram 6,3%, com contribuição de 0,1 p.p. Já os cheques sem fundos apresentaram queda de 5,9%, com contribuição negativa de 0,6 p.p.