Crédito continuará com força em 2009

0
3



O montante das operações de crédito atingiu R$1,23 trilhões em janeiro, o que representa 0,2% de crescimento no mês e de 30,1% nos últimos doze meses. Esse volume corresponde a 41,2% do PIB, segundo dados divulgados pelo Banco Central. O resultado mensal representa um acréscimo de 1,3% nas carteiras de pessoa física, chegando a R$399,4 bilhões.

 

“Este leve crescimento se deve à sazonalidade, o que não representa nenhuma saturação do mercado de crédito no Brasil. A Acrefi estima um crescimento de 10% para este ano. Os volumes de concessão de crédito estão voltando a crescer e o consumidor está atento as promoções e descontos que o mercado tem dado para aquecer as vendas “, esclarece Adalberto Savioli, presidente da Acrefi – Associação Nacional da Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento.

 

As modalidades destinadas a pessoas físicas, com recursos livres, somaram R$272,7 bilhões, com alta de 1,4% no mês, motivado pelo crescimento do crédito pessoal (+1,8%), do cheque especial (+6,6%) e do cartão de crédito (+3,8%). O financiamento para aquisição de veículos registrou estabilidade em janeiro, em função da redução do IPI.

 

A inadimplência no segmento de pessoas físicas (dívidas acima de 90 dias) apresentou crescimento de 0,3 p.p no mês, chegando ao total de 8,3%. “Isso representa um crescimento esperado da inadimplência em virtude da própria redução dos volumes de crédito, que retro-alimentavam as carteiras e também pelo desaquecimento da economia, gerando o aumento do desemprego “, finaliza Savioli.