Cuidados que antecedem à solicitação de crédito

0
24



Para que as micro e pequenas empresas tenham capacidade de desenvolver seus negócios, em algum momento elas precisam de crédito. Isso é fato, seja para instalação, ampliação e modernização da empresa, aquisição de máquinas e equipamentos, antecipação do produto de vendas a prazo, ou para melhor administração do fluxo de caixa, são alguns exemplos de situações que exigem recursos financeiros, ilustra Adilson do Nascimento Anísio, diretor de Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil.

 

No entanto, é importante ressaltar que, para que o crédito seja um impulsionador de indução ao crescimento das empresas, ele precisa ser bem aplicado. “O crédito deve ser sempre utilizado na finalidade para qual foi obtido, quer seja um investimento ou capital de giro, por exemplo”. O executivo acrescenta enfatizando que o crédito viabiliza oportunidades, mas, não as cria, por isso, a importância de um bom planejamento e uma operação de acompanhamento. “Planejar bem a abertura e a expansão do negócio contribui para identificar e administrar os riscos e a capacidade de pagamento do empréstimo. Entretanto, é indispensável verificar as vantagens antes de fazer financiamento e somente fazê-lo quando a empresa estiver segura de que aquela é a melhor opção e de que terá condições de honrar com o compromisso assumido”, reforça o diretor de MPEs do Banco do Brasil.

Ele ressalta ainda que as perspectivas de sustentabilidade dos empreendimentos que recebem orientações técnicas são bens maiores e, por isso, a Instituição, além de adotar uma política de concessão de crédito mediante uma análise completa da empresa, também concede orientação técnica e acompanhamento aos seus clientes. “Tais práticas são entendidas como fundamentais para a sustentabilidade dos negócios, por isso, o atendimento aos empreendedores e microempresas, é realizado por funcionários treinados para efetuar o levantamento socioeconômico e prestar orientação educativa sobre o planejamento do negócio, definição das necessidades de crédito e de gestão voltadas para o desenvolvimento do empreendimento. Essas ações de assessoria financeira ao cliente, bem como o acompanhamento das operações colaboram com medidas preventivas para se evitar a inadimplência, contribuindo para o fortalecimento das MPEs.”, recomenda o executivo.