Clique no banner e vote na fera que te representa!
Clique no banner e vote na fera que te representa!

O canal para quem respira cliente.

Demanda das empresas por crédito cai

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
A demanda das empresas por crédito caiu 4,5% no primeiro semestre de 2017 em comparação com o primeiro semestre do ano passado. Foi o que apurou o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito. Esse é o pior resultado para um primeiro semestre desde 2013 quando, naquele, ano houve retração de 4,7% no acumulado dos primeiros seis meses na demanda empresarial por crédito. Olhando apenas o mês de junho, houve queda de 6,6% na demanda por crédito empresarial em relação a maio, e recuo de 10,7% na comparação interanual, isto é, comparativamente a junho, de 2016.
De acordo com os economistas da Serasa Experian, a retração da demanda empresarial por crédito no primeiro semestre deste ano é consequência direta do fraco desempenho da economia sobre o dia-a-dia das empresas. Com vendas e produção estagnadas, há menor necessidade de capital de giro para a produção, como também para investimentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Demanda das empresas por crédito cai

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



A quantidade de empresas que procurou crédito no mês de outubro recuou 1,8% em relação a setembro, conforme resultado apurado pelo Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito. Foi a segunda queda mensal consecutiva da busca das empresas por crédito – setembro registrou queda de 17,0%. Na comparação com outubro de 2011, a demanda foi 12,9% menor. E no acumulado do ano (janeiro a outubro de 2012), a busca das empresas por crédito apresentou variação negativa de 4,0% perante o mesmo período de 2011.

 

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a demanda das empesas por crédito entra, neste último trimestre do ano, em um período sazonalmente mais fraco, tendo em vista que grande parte da produção, visando às vendas de final de ano, costuma ocorrer durante o terceiro trimestre. Assim, espera-se que a demanda das empresas por crédito exiba resultados mais favoráveis somente a partir do início de 2013.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima