Demanda por crédito cai 7,6% no ano

0
4



De acordo com Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, a quantidade de pessoas que procurou crédito em abril recuou 11,2% em relação a março. Com este resultado, no primeiro quadrimestre de 2012 a busca do consumidor por crédito foi 7,6% menor que o mesmo período do ano passado: foi o pior desempenho em termos de demanda por crédito desde 2008. Na comparação com abril do ano passado, recuo foi de 9,8%, a sexta queda interanual consecutiva da busca do consumidor por crédito.

 

Os consumidores que ganham entre R$ 5.000 e R$ 10.000 por mês acusaram queda de 12,5% na procura por crédito em abril e os que ganham entre R$ 2.000 e R$ 5.000 diminuíram sua busca por crédito em 12,3% no mês passado. Já os consumidores que ganham mais de R$ 10.000 por mês e os que recebem entre R$ 1.000 e R$ 2.000 mensais diminuíram em 11,8% as suas demandas por crédito no período. Já os consumidores que ganham entre R$ 500 e R$ 1.000 por mês e os que recebem menos que R$ 500 mensais tiveram quedas de 10,7% e 9,1%, respectivamente.

 

No acumulado do primeiro quadrimestre de 2012, os consumidores de baixa renda, que ganham até R$ 500 por mês, foram os únicos que mantiveram suas demandas por crédito em expansão no período (alta de 1,6% frente ao mesmo período do ano passado). As demais faixas de renda variaram entre -6,4% (renda mensal superior a R$ 10.000 mensais) e -8,9% (consumidores que ganham entre R$ 500 e R$ 1.000 por mês).

 

As regiões Sul e Sudeste acusaram retração de 15% e 11,6% na demanda em abril frente a março. No Centro-Oeste, Norte e no Nordeste, os recuos foram de 9,2%, 6% e 8,5% no mês. Já no acumulado do ano, o Sul e o Sudeste apresentaram quedas de 9,4% e 8,7%, enquanto o Norte teve retração e 1,3% e Centro-Oeste e Nordeste, de 5,1% cada.